Marcos Nader. Foto: divulgação.

A norte-americana DocuSign, empresa especializada no segmento de certificação digital, acertou a compra da brasileira Comprova.com, companhia que fornece serviços no mesmo setor no mercado nacional.

A aquisção, de valor não divulgado, é uma manobra da multinacional para ganhar terreno no mercado brasileiro, que já rende anualmente valores da ordem de R$ 500 milhões.

Foi a primeira compra da empresa fora dos Estados Unidos, usando parte de um aporte de US$ 85 milhões investido por empresas como Salesforce, Microsoft e Google.

Segundo informação do Valor, o potencial comercial do Brasil é grande, pois o segmento de certificação registra taxas anuais de crescimento de 10% a 20%. É um mercado interessante para a DocuSign, empresa avaliada em US$ 1,6 bilhão.

Com 95 mil clientes em 188 países, as tecnologias da DocuSign emitem uma média diária de 3,5 milhões de certificados digitais. Para comparar, o Brasil emite 2,3 milhões de certificados anualmente.

Sediada em São Paulo, mas com onze escritórios no país, a Comprova.com tem 130 funcionários, e atende a clientes importantes, incluindo bancos e seguradoras como Santander, JP Morgan, Liberty, Marítima Seguros, assim como estatais como a Petrobras.

Conforme Marcos Nader, CEO da empresa adquirida, a transação já estava em negociação há cerca de um ano, e a proposta da DocuSign foi a mais atraente, em meio às de outras empresas.

"Sempre considerei que a Docusign poderia dar continuidade e força à Comprova.com no Brasil e no mundo", disse o empresário, que comandará a operação da multinacional no Brasil.

Conforme afirma a DocuSign, a a Comprova.com vai operar de forma independente no país, com o suporte da empresa norte-americana no fornecimento de tecnologias, assim como o compartilhamento de inovações desenvolvidas localmente e em países da América Latina e Europa.

Tom Gonser, fundador e executivo-chefe de estratégia da DocuSign, disse que a companhia planeja fazer mais aquisições ou parcerias este ano.