Foto: divulgação.

O Magalu anunciou a aquisição da SmartHint, empresa curitibana de sistemas de busca inteligente e de recomendação de compra para e-commerce, para ser o “motor de busca” do aplicativo e do site da companhia.

Como de costume, a empresa não revelou o valor nem os termos da transação.

Fundada em 2017, a SmartHint conta com uma ferramenta para que o cliente encontre mais facilmente o que precisa, mesmo que tenha digitado errado — se a fonética for a mesma —, fazer buscas por voz e encontrar itens por leitura de imagens. 

O algoritmo também entrega uma vitrine de compras com produtos que fazem mais sentido e geram maior interesse para aquele usuário.

Integrada com plataformas como Vtex, Magento, Oracle, F1 e Nuvemshop, a solução tem clientes como Farmácias Preço Popular, Colcci, Britânia, Philco e Lego.

Segundo o Magalu, a necessidade de uma busca eficiente é vital, pois a empresa conta com 26 milhões de itens disponíveis em sua plataforma.

Além disso, a experiência de compra dentro de categorias como moda, esportes, mercado, livros e food delivery deve ser aprimorada com recomendações mais personalizadas.

Esta é a quinta aquisição do Magalu em 2021. Neste ano, a empresa já trouxe para seu portfólio a VipCommerce, uma plataforma de supermercados, a ToNoLucro, um app de delivery de alimentos prontos, a GrandChef e o site de moda Steal The Look.

No ano passado, a companhia realizou 11 aquisições, entre elas Estante Virtual, AiQFome, Hubsales, Stoq, Inloco, Canaltech, ComSchool e a fintech Hub.

Listada no Novo Mercado da B3 desde maio de 2011, a Magalu conta com mais de 47 mil funcionários e 1,3 mil lojas em 19 estados do país. Seu marketplace conta com 30 milhões de usuários ativos.