Dolph Westerbos.

A Datatec, grupo de tecnologia sul africano, vendeu parte a operação nas Américas de uma das suas empresas, a distribuidora de tecnologia Westcon-Comstor, para a americana Synnex.

O negócio foi fechado por US$ 830 milhões e inclui as operações no Brasil. 

“A Synnex ocupa uma incontestável posição de liderança na distribuição de TI, particularmente na América do Norte e nos trará inúmeras vantagens com abrangência de clientes e soluções de tecnologia que serão incorporadas ao nosso portfólio", afirma Dolph Westerbos, CEO da Westcon-Comstor.

O faturamento da Datatec, que inclui também a integradora Logicallis e a empresa de consultoria Analysys Mason, caiu 5% no ano fiscal encerrado em fevereiro de 2017, ficando em US$ 6,45 bilhões.

Na divulgação de resultados, a Westcon-Comstor colocou parte da culpa nos problemas causados por um roll out do sistema de gestão da SAP na sua unidade focada nos mercados da Europa, Oriente Médio e África.

A Synnex é mais conhecida no Brasil pela sua operação de terceirização de processos de negócio (BPO, na sigla em inglês).

Essa unidade foi criada a partir da compra da linha de negócios de BPO da IBM em 2013 por US$ 505 milhões.

Já no ano seguinte foi aberta a primeira unidade no Brasil, em São Paulo, à qual se seguiram outras duas, empregando hoje cerca de 1 mil pessoas.