Marcelo Koji, diretor de tecnologia e negócios digitais da Duratex. Foto: Divulgação/Cionet.

A Duratex contratou Marcelo Koji como seu novo diretor de tecnologia e negócios digitais.

O executivo atuou na Magazine Luiza durante os últimos 6 anos. Entre 2012 e 2017, ele foi CIO da rede varejista.

Antes, Koji atuou em grandes empresas como Braskem, GVT, Provedor IG, Carrefour e Accenture.

O executivo é graduado em engenharia eletrônica pela USP, com MBA em gestão de TI pela FIA. Além disso, é membro do advisory board do Cionet, rede mundial de CIOs.

Na Duratex, Koji responderá diretamente ao CEO, Antonio Joaquim de Oliveira, e trabalhará na evolução digital dos negócios da companhia. 

Em 2016, o Magazine Luiza tomou a decisão de criar uma quinta posição no board de diretores da empresa para André Fatala, diretor do Luiza Labs, o centro de inovação da varejista.

Fatala se tornou o diretor executivo de tecnologia, comandando todos os 270 colaboradores da área na empresa. A promoção significou uma mudança no organograma da área de tecnologia da empresa, que até então tinha Fatala e o CIO Marcelo Koji Tahara no mesmo nível hierárquico, com equipes de tamanho similar.

A Duratex é controlada pela Investimentos Itaú e pela Companhia Ligna de Investimentos. Com as marcas Deca, Hydra, Durafloor e Duratex, é produtora de painéis de madeira industrializada e pisos, louças e metais sanitários.

Com sede em São Paulo, possui 15 unidades industriais nos estados de Minas Gerais, Paraíba, Pernambuco, Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro, Santa Catarina, Sergipe e São Paulo, além de três fábricas de painéis na Colômbia, a Tablemac. 

A Duratex também é proprietária da Caetex, joint venture criada para o plantio de florestas de eucalipto em Alagoas.

No primeiro trimestre de 2017, a Duratex reduziu seu prejuízo líquido em 74,6% na comparação com o mesmo período do ano passado, para R$ 7,514 milhões. A receita líquida avançou 5,6% no intervalo, para R$ 952 milhões.