REFLEXOS DA SEPARAÇÃO

HP Inc. terá nova sede em Alphaville

07/08/2015 17:00

Após se separar da HP Enterprise, fabricante ficará em um local próximo ao seu data center em Barueri.

Cláudio Raupp. Foto: divulgação.

Tamanho da fonte: -A+A

Em processo de separação de separação de suas operações, a HP definiu onde será a nova sede da HP Inc., companhia que ficará responsável pela parte de impressoras e PCs. A empresa está de mudança para Alphaville, onde a partir de novembro os profissionais da companhia ficarão sediados.

Segundo informações divulgadas pela Computerworld e confirmadas pela HP, a fabricante ficará em um local próximo ao data center em Barueri, que foi incorporado com a compra da EDS.

Com a mudança, um dos dois andares ocupados pela HP em um prédio na zona sul de São Paulo ficaria vago. O outro andar deve permanecer com a Hewlett-Packard Enterprise, a outra parte desta divisão, que ficará responsável pelos negócios de servidores e soluções corporativas.

Entretanto, segundo fontes de mercado, as diretorias e vice-presidências da parte Enterprise também podem se mudar para Alphaville.

Com previsão de conclusão global para 1º de novembro, a separação da HP gerará duas companhias com faturamento global de mais de US$ 50 bilhões. Embora a HP não divulgue números locais, a cisão no Brasil deverá tomar proporções equivalentes, embora a parte enterprise deva ficar com uma fatia maior dos 7,5 mil funcionários que a marca tem no país.

Cláudio Raupp, vice-presidente de PPS, será o responsável pela HP Inc, enquanto Luciano Corsini, vice-presidente de ES e presidente da HP pré-separação, responderá pela Hewlett-Packard Enterprise.

Segundo divulgado pela multinacional em junho, a empresa já terá operacionalizada a sua separação a partir de agosto, mas por questões regulatórias, o anúncio de mercado para as duas novas marcas só virá daqui a três meses.

Conforme explicou Ricardo Brognoli, VP de Enterprise da companhia, à reportagem do Baguete no mês passado, o processo de separação no Brasil ocorreu tranquilamente, dentro do cronograma previsto pela matriz nos Estados Unidos. A definição das novas sedes parece ser um dos passos decisivos neste processo.

De acordo com John Hinshaw, CTO global da empresa, o custo total de dividir as duas companhias custou centenas de milhões para a HP, entretanto a expectativa é que ela resulte em uma economia de US$ 2 bilhões em custos operacionais assim que ela for concluída.

Veja também

RH
HP muda dress-code e elimina camisetas

Profissionais que lidam com a diretoria receberam um memorando pedindo que utilizem roupas do tipo “business casual”.

RH
HP responde à polêmica do dress-code

A HP publicou um vídeo bem-humorado para falar sobre a política de dress-code da empresa.

MUDANÇA
Ex-HP e Motorola assume Doctor Feet

Depois de quase 30 anos de atuação no mercado de TI, Denoel Eller assumiu uma rede de podologia.

TELECOM
HP: plano para decolar no NFV

A aposta é focar a virtualização de funções de rede no segmento de telecom.