É triste, mas é verdade. O Live Messenger vai morrer. Foto: flickr.com/photos/52095034@N02.

Tamanho da fonte: -A+A

O Windows Live Messenger, carinhosamente conhecido como MSN Messenger, deixará de funcionar em 2013.

Nascido em 22 de julho de 1999, o sistema de mensagens instantâneas terá suas máquinas desligadas no primeiro trimestre do próximo ano, abrindo espaço para o Skype.

O anúncio da morte foi feito pela Microsoft no blog oficial do Skype nesta terça-feira, 06, mas o sistema já vem dando sinais de que sua saúde estava a perigo há algumas semanas, quando a companhia lançou a opção de unificar contas do MSN e Skype através do mesmo login.

A Microsoft adquiriu o Skype no ano passado, por US$ 8,5 bilhões.

De acordo com a empresa, a mudança para o Skype permitirá maior suporte aos serviços de voz, vídeo e mensagens, como compatibilidade com iPad e tablets Android, chat (IM), chamadas com vídeo, chamadas para telefones fixos e celulares e contatos via Facebook.

Mesmo assim, para o querido serviço de mensagens, há vida após a morte. Na China, por exemplo, o software continuará existindo.

A Microsoft também não se pronunciou sobre como ficarão os serviços de clientes remotos da aplicação, como eBuddy.

De acordo com dados divulgados pela Microsoft em 2009, comemoração dos dez anos da plataforma, o aplicativo tinha cerca de 330 milhões de usuários registrados, com cerca da metade deles como usuários ativos do serviço.

Atualmente, cerca de 100 milhões ainda o usam.

Windows Live Messenger (MSN Messenger)
1999 - 2013
R.I.P.