CONEXÃO

Fibra no Brasil é um sonho distante

08/05/2014 15:28

São 734.509 mil acessos ativos com a tecnologia.

São 734.509 mil acessos ativos com a tecnologia. Foto: flickr.com/photos/spine

Tamanho da fonte: -A+A

Levantamento divulgado pela Anatel mostrou que apenas 3,22% dos acessos no Brasil partem de fibra óptica. Do total, 57% utilizao o XDSL e 30,15% o cabo.

No primeiro trimestre, a fibra óptica corresponde a 734.509 mil acessos ativos. Nos três primeiros meses do ano, a evolução da disponibilização da fibra óptica para o acesso à Internet foi gradativa - 3,13%, em janeiro, 3,20%, em fevereiro, e 3,22%, no mês de março. A informação é do Convergência Digital.  

Além disso, o levantamento mostrou que o mês de março contou com 22,79 milhões de assinantes de banda larga fixa. Desses, a Telmex, com operações da Claro, Embratel e Net, teve 29% do mercado de assinantes.

A Oi e a Telefônica Vivo correspondem a 28% e 19% do total de lares respectivamente. A Vivendi, responsável pela GVT, por último com 11%.

Além disso, a Telefônica afirmou que pretende chegar a 2 milhões de domicílios, ponto a ponto, até o final do ano.

O número representa um crescimento de 33% em relação à cobertura que a operadora tinha ao fim do terceiro trimestre de 2013, quando somava 1,5 milhão de domicílios atendidos com a rede.  

No entanto, de acordo com o último balanço divulgado pela Telefônica, até setembro do ano passado, apenas 170 mil clientes haviam contratado o serviço de fibra óptica.

No Brasil, a empresa oferece até 200 Mbps de velocidade, que sai pelo valor de R$ 139.

Nos EUA, a Verizon oferece planos de até 500 Mbps de velocidade a US$ 135  (ou R$ 299). O serviço de fibra óptica do Google, o Fiber oferece 1GB de velocidade a US$ 70 (ou R$ 155) por mês.

Dentre os países com maior velocidade de conexão está a Coréia do Sul com 15 Mbps em média, seguido do Japão e de Hong Kong. O Brasil concentra 2,2 Mbps em média de velocidade.

Veja também

Telefônica expande fibra ótica em São Paulo

A Telefônica pretende chegar ao final deste ano com mais de 10 mil clientes na rede de fibra ótica, que oferece velocidades acima de 100 Mbps e está disponível, atualmente, para 300 mil domicílios na cidade de São Paulo.

Em breve, a meta é expandir a rede para outras regiões da capital, já que hoje a est4rutura é restrita à região central.

Aliança em P&D quer fibra ótica a 8Tbps

As brasileiras CPqD e Padtec, e a israelense Civcom (cujas totalidade das ações foram adquiridas pela Padtec em 2008), fecharam uma parceria para pesquisa e desenvolvimento de produtos de comunicação óptica.

O primeiro projeto do trio será para o desenvolvimento de um módulo para equipamentos de transmissão a 100 Gigabits por segundo (Gbps).

STARTUP
Lema21 entrega óculos em casa

Startup quer inovar no mercado de óticas com um serviço que diz ser exclusivo, em que o cliente pode escolher quatro óculos para provar em casa.

INTERNET
Oi inaugura rede de fibra óptica no Amapá

Estrutura foi instalada em parceria com o governo do estado, Eletronorte, Guyacom e Telebras.

NOVA POSSIBILIDADE
BNDES enquadra fibra óptica no Finame

Minicom acredita que os pequenos e médios provedores deverão investir até R$ 3 bilhões em 2014.

PARCERIA
Vivo: fibra óptica em edifícios do Grupo Esser

A Vivo espera atingir uma receita de R$ 40 milhões apenas com esses edifícios.