BILIONÁRIO

Warren Buffett investe US$ 500 milhões no Nubank

08/06/2021 14:41

Valor é uma extensão da rodada série G do banco digital, a maior da história na América Latina.

Warren Buffett, megainvestidor americano. Foto: divulgação.

Tamanho da fonte: -A+A

O Nubank acaba de receber aportes que somam US$ 750 milhões (cerca de 3,78 bilhões) em rodada liderada pela Berkshire Hathaway, gestora do megainvestidor americano Warren Buffett — que, sozinho, colocou US$ 500 milhões (cerca de R$ 2,52 bilhões) no banco digital brasileiro.

De acordo com o site Valor Econômico, os outros US$ 250 milhões (cerca de 1,26 bilhão) vêm de um aporte adicional liderado pela americana Sands Capital com a participação de outros investidores, incluindo as brasileiras Verde Asset e Absoluto Partners.

A rodada é uma extensão da captação de série G anunciada em janeiro pelo banco e, com o capital adicionado agora, totaliza US$ 1,15 bilhão, tornando-se a maior da história na América Latina.

Em janeiro, o Nubank havia levantado US$ 400 milhões, obtendo um valuation de US$ 25 bilhões. Agora, o banco digital foi avaliado em US$ 30 bilhões (cerca de R$ 152 bilhões), o que significa uma valorização de 20% em dólares em menos de seis meses.

De acordo com a instituição, isso a coloca como "o banco digital mais valioso do mundo e uma das maiores instituições financeiras da América Latina".

Ao longo de oito anos de existência, o Nubank havia somado US$ 2 bilhões em investimentos recebidos, valor quase dobrado na série G.

Ainda de acordo com a publicação, a aposta de Buffett em uma companhia brasileira é rara, especialmente por ainda ser de capital fechado.

A negociação com a Berkshire começou em março e a gestora teria ficado particularmente atraída pelo ritmo de crescimento e pela nova operação de seguros da instituição.

“No caso da Berkshire, dado o background deles de seguros, ficaram bem impressionados com nosso Nubank Vida. A gente acredita que tem sido o produto de seguros de maior crescimento da história no Brasil”, afirmou David Vélez, fundador e CEO do Nubank, ao Valor Econômico.

Os novos investidores e alguns dos antigos, como a chinesa Tencent, estão de olho na continuidade de crescimento no país e a expansão internacional. 

“O Brasil tinha condições muito únicas e, nos primeiros anos do Nubank, parecia que não ia dar para replicar o crescimento viral que temos aqui em outros países, mas México e Colômbia têm sido excepcionais”, contou Vélez.

Atualmente, o banco é o maior do mundo em número de clientes, com 40 milhões, e, nos primeiros cinco meses do ano, adicionou mais de 45 mil novas pessoas por dia à sua base. Além disso, concentra cerca de um quarto de todas as transferências Pix no país.

Com o aporte, a empresa quer apostar no crescimento de negócios no Brasil, México e Colômbia, além de continuar atraindo talentos globais.

Nas últimas semanas, o Nubank anunciou reforços como Matt Swann, ex-Amazon e Booking, como diretor de tecnologia, e Arturo Nuñez, ex-Apple e Nike, como diretor de marketing.

Para o conselho, a empresa chamou Jacqueline Reses, ex-presidente da fintech Square e atual presidente do conselho consultivo econômico do Fed em São Francisco, a consultora e escritora Anita Sands, o ex-presidente do BID, Luís Alberto Moreno, e Daniel Goldberg, sócio da Farallon e ex-presidente do Morgan Stanley no Brasil.

Não é segredo que um IPO está nos planos do Nubank. Segundo a publicação, o banco teria dito em janeiro a seus investidores que pretendia fazer a listagem em 12 meses, principalmente para dar liquidez a alguns de seus acionistas.

Veja também

MANUTENÇÃO
Tractian capta R$ 17 milhões

Rodada seed foi liderada pela DGF Investimentos com participação da Citrino e de executiva da Siemens.

BOLADA
Idwall levanta R$ 210 milhões

Rodada série C foi liderada pelo family office Endurance com participação de outros sete fundos.

EDTECH
Witseed recebe aporte de R$ 920 mil

Rodada foi liderada pela Criabiz Ventures e por investidores da Anjos do Brasil.

CS
CustomerX levanta R$ 1,5 milhão

Startup fez software que monitora uso de aplicações de Software como Serviço.

AGTECH
Aegro recebe aporte de R$ 12 milhões

Rodada seed contou com a participação de diversos investidores, entre eles a SLC Agrícola.

LOGTECH
CargOn recebe aporte de R$ 2,5 milhões

Esta é a terceira rodada de investimentos da startup fundada há pouco mais de um ano.