Clientes do 7-Eleven no Japão. Foto: flickr.com/photos/alberth2/

Hackers roubaram US$ 500 mil de clientes do 7-Eleven no Japão, depois da rede de lojas de conveniência lançar um sistema de pagamento com uma falha ridícula de segurança.

O 7pay é um sistema convencional de pagamento por celular, no qual a câmera lê um código de barras, autorizando um débito numa conta digital com créditos ou links para um cartão de crédito.

É possível resetar a senha informando e-mail, telefone, nome e data de nascimento. O detalhe é que a nova senha poderia ser enviada para qualquer e-mail, não só o associado à conta originalmente. 

Para fechar todas, se o usuário não informava a data de nascimento, o sistema atribuía automaticamente o dia 01 de janeiro de 2019.

Em apenas dois dias, hackers conseguiram capturar 900 contas e operar um desfalque de US$ 500 mil. O 7-Eleven diz que vai devolver o dinheiro.

O Japão tem mais lojas da 7-Eleven do que qualquer outro país do mundo, totalizando 20 mil, um terço das unidades em todo mundo.