Privacidade

Facebook ainda acessa mensagens de usuários

08/09/2021 16:07

Companhia empregaria mais de 1 mil funcionários para ler mensagens enviadas pelo WhatsApp.

O WhatsApp garante aos usuários que ninguém pode ver suas mensagens. Foto: Pexels

Tamanho da fonte: -A+A

O Facebook, companhia proprietária do Whatsapp, afirma que não lê mensagens de seus usuários, mas uma investigação da ProPublica, redação com foco em jornalismo investigativo com sede em Nova York, mostrou o contrário.

Segundo a investigação, a empresa está supostamente pagando equipes ao redor do mundo para ler mensagens privadas sinalizadas como impróprias.

Seriam mais de 1 mil trabalhadores em Austin, no Texas, além de Dublin e Cingapura, examinando milhões de mensagens enviadas pelo WhatsApp. Cada revisor lidaria com mais de 600 tíquetes por dia.

Como destaca a investigação, os contratados fariam julgamentos subjetivos para verificar imagens e vídeos e sinalizariam casos de pornografica infantil, sinais de terrorismo, spam, discurso de ódio, entre outros.

Os funcionários disseram à ProPublica que a orientação recebida do WhatsApp para identificar tais mensagens se dá por sinais gráficos de violação às diretrizes da companhia.

Carl Woog, diretor de comunicações do WhatsApp, reconheceu que equipes de empreiteiros em Austin revisam as mensagens do WhatsApp para identificar e remover “os piores” abusadores. 

Woog também disse que a empresa não considera este trabalho como moderação de conteúdo, dizendo: “As decisões que tomamos sobre como construímos nosso aplicativo se concentram na privacidade de nossos usuários, mantendo um alto grau de confiabilidade e evitando abusos."

Segundo a Forbes, em fevereiro o WhatsApp chegou a marca de 2 bilhões de usuários no mundo todo e atualmanete 120 milhões de brasileiros utilizam a plataforma. Em 2014, o Facebook comprou a companhia por US$ 19 bilhões.

Veja também

REDES SOCIAIS
Assespro reprova MP de Bolsonaro

Medida provisória limita poder de moderação das plataformas de Internet.

COMUNICAÇÃO
CCP: rede social corporativa com Facebook

Ferramenta teve 100% de ativação dos colaboradores em dois dias de lançamento.

CONTEÚDO
Evento reúne CEO’s e líderes de empresas para falar de logística e mercado

Logística Brasil é gratuito e tem palestrantes de empresas como Brinks, Arezzo & Co, Tetra Pak, Magalu e 3M.

ACQUI-HIRING
Itaú compra Emergee

Profissionais da consultoria de métodos ágeis serão incorporados à estrutura do banco.

DADOS
Igrejas fora da LGPD?

Projeto de lei coloca “entidades filantrópicas” fora da nova lei de privacidade de dados.

PROCESSOS
Servidores fraudam RH da Secretaria da Fazenda

Modernização no sistema revelou esquema que desviou R$ 2 milhões.