Dino Schwingel, CEO da e-Trust. Foto: Divulgação.

A e-Trust, empresa portoalegrense especializada em soluções de gestão de identidade, está expandindo a sua presença nacional através de acordos e parcerias com outras companhias em diversas regiões do país, com o plano de aumentar a base de clientes de seu sistema Horacius.

De acordo com a desenvolvedora empresa já estabeleceu canais em Goiânia, Rio de Janeiro, São Paulo e Grande São Paulo. Até dezembro, a expectativa é de expandir os negócios para Belo Horizonte, Curitiba, Salvador e Recife. Para 2016, a empresa espera ter uma rede de 15 canais em todo o país.

Com este novo posicionamento a empresa espera fechar 2015 com um faturamento de aproximadamente R$ 8,5 milhões, um crescimento de 20% a 25% sobre os R$ 7 milhões contabilizados em 2014. A empresa revisou suas metas no ano devido ao cenário econômico: originalmente a companhia estimava uma receita de R$ 11 milhões, um aumento de 40%.

Neste novo programa de canais, a e-Trust já tem fechadas quatro parcerias: Security Web (São Paulo), Logical IT (São Paulo), IT Facility (Grande São Paulo) e Intellys (Goiânia). 

Segundo Dino Schwingel, CEO da companhia, as novas empresas já estão adicionando contas à base de clientes, aumentando a participação de canais dentro dos negócios da desenvolvedora.

"Antes de reformularmos nosso programa de parceiros, nosso faturamento por venda indireta era algo em torno de 10%. Já vamos aumentar essa margem consideravelmente em 2015", explica o executivo.

Para o CEO, a mudança era algo inevitável, já que a empresa vinha num ritmo de crescimento acentuado fora do estado, com boa parte dos clientes Horacius se concentrando em São Paulo.

No período de janeiro a junho, a companhia cresceu 10%, passando a ter nomes como GVT, AES Brasil, Brasil Kirin, Grupo Estado de São Paulo, Universidade Anhembi Morumbi, Universidade Mackenzie, Site Buscapé, entre outros. A empresa possui também um escritório em Miami, onde atende um cliente norte-americano.

De acordo com o CEO, este crescimento deve-se a empresas que procuram soluções de segurança que atendam requisitos regulatórios, de conformidade e redução de riscos. Além do aumento da demanda, a empresa viu no programa de canais o impulso necessário para manter o ritmo de expansão.

"Nosso plano de expansão via parceiros estava previsto para 2016, mas devido às metas de crescimento e a busca da maior capilaridade em setores como o público, decidimos por antecipá-lo", revela Schwingel.

O programa também prevê especializações para a rede de parceiros, aumentando o grau de autonomia dos canais ao longo do tempo. Conforme explica Scwhingel, o programa conta com três graus de qualificação, com especializações em venda, implementação e apoio aos novos clientes.

Para o CEO, a empresa pretende focar sua venda e atendimento direto para as contas maiores, estimulando o crescimento do ecossistema de parceiros junto a empresas de médio e pequeno porte de forma orgânica.

Outra manobra recente da empresa em se aproximar das PMEs foi o lançamento do Horacius Cloud - plataforma de gestão de identidades, workflow, governança e provisionamento de acessos - hospedada na nuvem da Amazon Web Services.

"Pensamos em uma estratégia que possibilite um crescimento sustentado através de um foco na venda consultiva de nossas soluções. No futuro, esperamos que 100% de nossas implementações e integrações fiquem por conta dos canais", finaliza Schwingel.

No ano passado, a companhia foi indicada pelo terceiro ano consecutivo no Quadrante Mágico do Gartner pelo seu sistema de gestão de identidades. A E-Trust ficou entre os players de nicho, junto a companhias como como Atos, Deep Identity e iSM Secu-Sys, sendo o único player latino americano listado.