CARRO ELÉTRICO

Mobilis quer Li nas ruas em 2020

08/10/2018 10:10

A versão para o trânsito deverá custar aproximadamente R$ 65 mil.

A Mobilis quer levar o veículo Li para as ruas até 2020.

Tamanho da fonte: -A+A

A Mobilis, startup catarinense focada em carros elétrico, quer levar o veículo Li para as ruas até 2020.

O Li foi projetado inicialmente para ao mercado de condomínios fechados, mas nos próximos dois anos ganhará uma versão com todos os itens obrigatórios, como airbag, por exemplo, para apresentar ao CONTRAN e ao IBAMA para homologação. 

A versão para o trânsito deverá custar aproximadamente R$ 65 mil, segundo Mahatma Marostica, um dos sócios da Mobilis. 

Fundada em 2013, a Mobilis tem sua mini-fábrica em Palhoça, distrito de Pedra Branca, um bairro planejado para ser uma mini-cidade sustentável.

A empresa foi fundada pelos engenheiros mecânicos Mahatma Marostica e Thiago Hoeltgebaum, além do engenheiro eletricista Paulo Bosquieiro Zanetti. Em 2015, Marcos dal Moro, administrador, tornou-se sócio da startup.

Em 2016, a Mobilis conseguiu um quinto sócio, um investidor anjo que colaborou com a profissionalização do negócio. Se antes o desafio era apenas projetar um carro, a estratégia passou a incluir conceito, pesquisa de mercado e escalabilidade. 

A empresa passou a usar o Fusion360, software de modelagem CAE, CAD e CAM, a partir de uma parceria com a MAPData, revenda da Autodesk.

O nome do Li, carro de dois lugares, é inspirado no Lítio, principal componente de suas baterias importadas da China. Atualmente, a grande maioria dos carros elétrico utiliza baterias de íon-lítio na sua composição, a exemplo da pioneira Tesla. 

Até hoje, a Mobilis produziu 10 carros no total. Entretanto, Marostica projeta um mercado crescente, na medida em que o Li compete com os carrinhos de golf em condomínios.

De acordo com a empresa, a vantagem do Li é que ele já nasceu conectado, com sistemas de identificação de motorista e rodômetros conectados à rede.

Atualmente, os modelos contam com duas opções de motorização: motor AC de 4,5KW, que desenvolve velocidade máxima de 45km/h, e motor AC de 7,5KW, que pode chegar até 60km/h. Uma carga completa em tomada comum demora 6h e a autonomia ainda é de apenas 50 km. 

Hoje, a empresa está desenvolvendo novos componentes para expandir a capacidade de rodagem dos seus carros elétricos. 

A equipe do Baguete foi convidada a dirigir o Li no Centro Empresarial para Laboração de Tecnologias Avançadas (CELTA), no norte de Florianópolis. 

O carro tem um design moderno e arrojado. Porém, não há portas nem tampa traseira nos modelos atuais, o que dificultaria o deslocamento com chuva forte. 

Como todo motor elétrico, o torque do propulsor do Li é alto, o que proporciona uma aceleração bastante rápida, mesmo que a velocidade máxima não passe dos 60km/h. 

Além da Mobilis, Florianópolis conta com uma iniciativa da Universidade Federal de Santa Catarina voltada para o segmento de veículos elétricos. O projeto produziu um ônibus elétrico, em operação desde dezembro de 2016, em parceria com as empresas WEG, Marcopolo, Mercedes e Eletra. A iniciativa recebeu aporte de R$ 1 milhão do Ministério de Ciência e Tecnologia.

Santa Catarina foi o estado com a maior densidade de startups no Brasil em 2017, de acordo com uma pesquisa da ABStartups. Em termos absolutos, SC é o segundo estado com o maior número de startups, perdendo apenas para São Paulo.

* Carlos Martins é idealizador da E-24, a primeira corrida de carros 100% elétrica do Brasil e escreve para o Baguete sobre temas relacionados com indústria automobilística e mobilidade. Confira o blog da E-24.

Veja também

NUVEM
Volkswagen coloca carros na Azure

Com o acordo, a montadora alemã deve armazenar dados e oferecer serviços para os motoristas.

LINX
Ipiranga tem sistema de pagamento com Linx

A Ipiranga integrou sua solução Ipiranga Online com a Automação Linx.

LIDERANÇA
Ex-CEO da 99 entra no board da Localiza

Paulo Veras deixou a operação da 99 após a venda para a Didi Chuxing.

TENDÊNCIA
Renault terá carro conectados com Android

A Renault-Nissan-Mitsubishi e o Google assinaram uma parceria tecnológica.

CANADÁ
Uber terá centro de engenharia em Toronto

A Uber busca expandir seu trabalho em tecnologia de direção autônoma.

APLICAÇÃO
Agibank: pague gasolina no carro

Aplicação usa leitura da placa do carro, autorizado com reconhecimento facial ou push no celular.

E-COMMERCE
InstaCarro recebe aporte

Com o novo aporte, o marketplace de leilões de veículos já passa de R$ 100 milhões em fundos.

TRÂNSITO
Waze lança sistema de carona no Brasil

O app tem um limite de duas caronas por dia, para não atrair motoristas de ferramentas como Uber, 99 e Cabify.