Um grupo de 8 profissionais está a frente da Escotta. Foto: Divulgação.

Tamanho da fonte: -A+A

Um grupo de 8 profissionais com passagem pela Pelissari está a frente da Escotta, nova consultoria da SAP sediada em Curitiba.

A empresa tem planos de atuar com produtos próprios, além de projetos e produtos SAP.

“Em média, nossa equipe tem mais de 8 anos de experiência com SAP, todos tendo passado por ciclos completos de implantação, roll-outs e outros projetos de grande complexidade. A eficiência na entrega será nosso maior diferencial”, afirma Marcos Pedroso, um dos sócios da Escotta.

Pedroso atuou na Pelissari por quase 9 anos antes da fundação da Escotta. Já Gian Carvalho, também sócio da nova consultoria, estava na Meta nos últimos 6 meses, depois de 6 anos na Pelissari.

No último ano, Emanuel Chiappetto atuou com tecnologias SAP na BMW, após uma passagem de 4 anos pela Pelissari. Ele também fez parte da equipe da IBM entre 2007 e 2011.

Volnei Luiz Cecon atuou na Pelissari entre 2010 e 2016, passando por cargos como executivo de vendas SAP e arquiteto de soluções SAP. Já Felipe Bedin, com 8 anos de atuação na Pelissari, foi gerente de projetos na companhia nos últimos 2 anos.

Antes de chegar à Pelissari, em 2008, Thiago Brito trabalhou dois anos como engenheiro de software da Siemens nos Estados Unidos.

Enquanto isso, Thiago Garcêz passou mais de 10 anos no exterior atuando em diversos segmentos e nos últimos 5 anos como gerentes de vendas e relacionamento SAP e consultor de pré-vendas SAP na Pelissari.

Já Marcio Trevisan, que foi comercial da Pelissari por quatro anos, também atuou na mesma função na Migg Consultoria, onde atuou por quase oito anos.

Na linha de produtos, a empresa terá foco em nuvem e internet das coisas.

“Esses conceitos são o presente das organizações. Quem não inovar, não sobreviverá frente à concorrência. Para ajudar os clientes nessa jornada de inovação, a empresa irá compor suas ofertas com produtos cloud do portfólio SAP e produtos próprios para alguns nichos”, afirma Thiago Garcêz, um dos sócios da Escotta.

Inicialmente, a empresa projeta atender o mercado do sul e sudeste do Brasil, mas pretende expandir para outras regiões. A companhia não divulga metas de faturamento.