Rodrigo Alabarce.

A Nap IT, consultoria sediada em Porto Alegre especializada em redes corporativas e integração de soluções em TI, está apostando em internacionalizar seus negócios em 2019, com a abertura de filiais nos Estados Unidos, Portugal e Chile.

O objetivo é alavancar negócios de maneira continuada no exterior, o que já vinha acontecendo naturalmente para a empresa, na medida em que ela atendeu alguns projetos fora do país de grandes clientes do Brasil.

A Nap IT deve fechar o ano com um faturamento de R$ 18 milhões, uma alta de 12,5% frente aos resultados de 2017.  Metade do total no ano passado já foi obtido fora do país, em um ano em que a economia brasileira marcou passo.

Para o ano fiscal de 2019, a Nap IT quer aumentar 25% do seu faturamento no mercado internacional.

A sede portuguesa fica em Lisboa, de olho no mercado europeu, a latino-americana em Santiago, pela facilidade de abrir negócios no Chile e a americana em Mountain View, no coração do Vale do Silício, de olho em possibilidades de novas parcerias.

“Estamos posicionando a empresa como uma multinacional brasileira de tecnologia, especialista em soluções de redes de computadores”, ressalta Rodrigo Alabarce, CEO da Nap IT.

Alabarce fundou a Nap IT em 2011, logo após deixar a operação da HP em Porto Alegre, onde trabalhava como engenheiro de redes.

Hoje a empresa tem 40 funcionários e se destaca pelo lado técnico, com toda a equipe comercial e técnica certificada em tecnologias da Cisco. 

Recentemente, a multinacional premiou a companhia gaúcha como líder em volume de vendas Cisco para a região Sul.

Os planos de internacionalização receberam investimento de US$ 300 mil, principalmente em contratações. 

“Temos investido numa equipe qualificada. Temos profissionais que resolvem em duas horas problemas que outras empresas tentaram resolver por três dias”, afirma Alabarce.

De acordo com o empresário, a Nap IT faz “tunning” nos equipamento dos clientes, permitindo que a mesma infra tenha um tempo de uso maior. 

“Isso nos posiciona bem quando chega a hora de fazer o upgrade”, resume Alabarce.