Tablet 4K da Panasonic. Foto: divulgação.

Tamanho da fonte: -A+A

A Panasonic anunciou nesta semana o protótipo de um tablet com touchscreen de 20" e resolução 4K, de 3.840 x 2.160 pixels, resolução cerca de quatro vezes maior que o Full HD.

O protótipo, ainda não batizado, conta com sistema operacional Windows 8 Pro, processador Intel Core i5 com placa gráfica Nvidia GeForce, 4GB de RAM e memória interna de 128GB, relata o site Gizmodo.

De acordo com a fabricante, a resolução aumentada traz vantagens para designers no tratamento de imagens, com um display com alta capacidade de detalhamento. Com o uso de uma caneta stylus, a precisão pode ser ainda maior.

Segundo a fabricante, o aparelho conta com bateria com autonomia de até duas horas de uso.

PRECISA MELHORAR

No entanto, conforme destaca o analista Mario Aguilar, do Gizmodo,  a Panasonic terá que trabalhar em upgrades na configuração do dispositivo para que ele realmente mostre seu verdadeiro poder.

De acordo com Aguilar, a máquina não tem um desempenho satisfatório, travando em diversas aplicações e no tratamento de imagens mais pesadas.

PRECISA?

Mesmo assim, colocar tanto poder de resolução em um dispositivo menor parece um exagero, para não dizer absolutamente desnecessário, segundo defende um artigo do site CNET.

Para o analista do CNET Geoffrey Morrison, o olho humano não tem a capacidade de distinguir a quantidade de pixels em alta quantidade.

Por exemplo, o olho humano não consegue distinguir uma resolução de 720p (HD) para uma de 1080p (Full HD) em uma tela de 50 polegadas a cerca de 3 metros. Transfira isso para um tablet 4K de 20" e faça as contas.