Lenovo muda estratégia na América Latina. Foto: divulgação.

Tamanho da fonte: -A+A

A Lenovo, fabricante chinesa de PCs e dispositivos móveis, anunciou mudanças em sua estrutura no Brasil, centralizando seus negócios regionais no país.

Com a mudança, Dan Stone, atual presidente da empresa no país, amplia a sua atuação e passa a responder pelas operações da América Latina. Antes, as atividades eram divididas entre Brasil e os demais países da região. 

A empresa também estabeleceu duas novas lideranças regionais. Humberto De Biase, que passa a ser diretor executivo de marketing da América Latina, e Thais Marcondes é a gerente sênior de estratégia, inteligência de mercado e chefe de equipe da América Latina.

Segundo o presidente nacional da fabricante, a nova estrutura reflete a importância e o crescimento da Lenovo no país, afirmando que "elevou a companhia a novos patamares".

"Obtivemos resultados significativos nos últimos dois anos, incluindo a aquisição e a integração da CCE, aumentando a nossa capacidade de fabricação e nos tornando a empresa número 1 em PCs do país", destacou Stone.

Atualmente, a Lenovo Brasil conta com cerca de cinco mil funcionários, incluindo a operação da CCE, comprada em setembro de 2012 por aproximadamente R$ 300 milhões.

Em janeiro de 2013, a fabricante de computadores inaugurou sua fábrica própria para a produção de computadores. A planta da companhia fica em Itu, no interior de São Paulo.

Mundialmente, a Lenovo ocupa a liderança no mercado de PCs, e é avaliada em US$ 34 bilhões, servindo clientes em mais de 160 países.