ENGENHARIA ELÉTRICA

Egresso da UPF em primeiro lugar no Enade

09/04/2013 12:22

Gaúcho teve nota  86,6, enquanto a média nacional foi de 44,4.

Tiago Sutili. Foto: divulgação.

Tamanho da fonte: -A+A

É gaúcho o primeiro colocado no Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade) de de graduação em Engenharia Elétrica do país. Tiago Sutili, egresso da Universidade de Passo Fundo (UPF), obteve nota 86,6, enquanto a média nacional foi de 44,4.

O exame foi prestado em 2011, mas os boletins de desempenho só foram divulgados recentemente.

Os acadêmicos concluintes da graduação na UPF também obtiveram, no geral, uma média de destaque: 53,6, uma das mais altas da região sul do Brasil.

O coordenador do curso de Engenharia Elétrica da UPF, Adriano Luiz Toazza, que foi professor de Sutili em diversas disciplinas e seu orientador do trabalho de conclusão de curso, conta como o bom desempenho do egresso o ajudou a conquistar uma vaga de mestrado na Unicamp.

“Sua maior virtude é saber gerenciar o tempo como poucos. No final do curso dele, liguei para meu orientador de doutorado, Dr. Evandro Conforti, da Unicamp, e falei sobre as características do Tiago. O professor o aceitou de imediato e após receber seu desempenho acadêmico ficou maravilhado”, relata Toazza.

Hoje Sutili cursa mestrado na Unicamp, onde o professor Conforti orienta seus estudos na área de comunicação digital em fibras óticas, analisando o desempenho de sistemas completos, desde a modulação até a recepção de sinais.

Para o egresso melhor colocado no Enade em sua área, o segredo está em se dedicar desde o início do curso.

“Nas engenharias, em especial na elétrica, o conhecimento só pode ser construído sobre uma boa base, que é estabelecida já nos primeiros semestres, quando as matérias de cálculo, álgebra e física são vistas”, acredita Sutili.

A qualificação do corpo docente da faculdade e das atividades e pesquisas paralelas às aulas oferecidas são outros itens considerados fundamentais pelo hoje mestrando.

Na UPF, segundo dados próprios, mais de 70% dos docentes são mestres e doutores.

A instituição, que atualmente soma cerca de 22 mil alunos distribuídos em suas 12 unidades de ensino e seis campi instalados também nas cidades de Casca, Carazinho, Lagoa Vermelha, Palmeira das Missões, Sarandi e Soledade, mantém mais de 300 projetos de pesquisa em andamento.

O ENADE
O exame integra o Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes) e tem o objetivo de aferir o rendimento dos alunos dos cursos de graduação em relação aos conteúdos programáticos, suas habilidades e competências, em todo o país.

Veja também

VISITA DO GOVERNO
Parque da UPF tem protocolo de intenções

Governo entregou protocolo para obra cujo primeiro módulo é orçado em R$ 924,5 mil, com prédio de 700 metros quadrados.

UPF deve indenizar professor em R$ 30 mil

A UPF deve indenizar em R$ 30 mil um professor demitido em 2008.

Segundoao 7ª Turma do Tribunal Regional do Trabalho do Rio Grande do Sul (TRT-RS), o professor foi humilhado durante reunião, realizada em 2007, com aproximadamente 50 colegas.

UPF entra no mapa dos parques

Começam em abril as obras do Parque Científico e Tecnológico UPF Planalto Médio.

Mais recente projeto no estado a ganhar recursos, o parque tem aporte de R$ 4,9 milhões a fundo perdido, oriundo dos governos do estado (R$ 924,6 mil pelo PGtec) e federal (R$ 3,7 milhões do Ministério de Ciência e Tecnologia). A UPF entra com R$ 316 mil de contrapartida.

UPF faz ação com QR Code

A agência Seen Estratégias Digitais promoveu uma ação de divulgação do vestibular da UPF usando tecnologia de QR Code em Passo Fundo nos dias  16, 17 e 18 de junho.

Sete promoters, vestindo camisetas personalizadas da UPF contendo QR Codes foram aos principais pontos da cidade, munidos de três tablets para a realização da leitura dos codes.

Ao todo, 600 potenciais vestibulandos foram impactados pela iniciativa, na qual foram sorteados brindes da universidade.

Aluno da UPF vence prêmio do CNPq

O projeto desenvolvido por Ronaldo Sacco, aluno do curso de Ciência da Computação da UPF - Universidade de Passo Fundo, foi o vencedor do 9° Prêmio Bolsas Bitec - Programa de iniciação científica e tecnológica para micro e pequenas empresas.

Promovido pelo CNPq, em parceria com o Senai-RS e o Instituto Euvaldo Lodi, o prêmio tem o objetivo de transferir o conhecimento gerado nas instituições de ensino diretamente para o setor produtivo.