Divulgação

A B2W ampliou prejuízo líquido consolidado no primeiro trimestre deste ano para R$ 42,8 milhões, contra resultado negativo de R$ 1,6 milhão um ano antes.

Dona de marcas como Submarino, Shoptime, Americanas.com e Ingresso.com, a empresa afirmou focou numa “profunda revisão e consequente reorientação de nossas práticas e processos visando criar um novo relacionamento com o cliente” no trimestre.

Recentemente a empresa tem sofrido com problemas no atendimento aos consumidores.

O Procon-SP já suspendeu as atividades da empresa por meio de liminar. Segundo o órgão, em 2010 foram 2.224 atendimentos sobre problemas com os sites da B2W.

No ano passado, esse número aumentou em 180%, com o registro de 6.233 atendimentos. A maioria dos problemas foi gerado por falta de entrega do produto ou defeito no item adquirido.

Em nota, a empresa ressaltou em seu balanço a realização de investimentos em logística e atendimento ao consumidor, que significou redução de 53% no número de reclamações registradas no Sindec, somadas os três sites da empresa.

“No entanto, neste trimestre, os avanços até o momento obtidos, ainda não permitiram o nosso crescimento de vendas, que ficou abaixo das nossas expectativas”, destacou a empresa.

A receita líquida encerrou os três primeiros meses deste ano com redução de 2,7%, para R$ 1,001 bilhão, contra projeção média de R$ 1,043 bilhão.