Opus integrou sistemas com tecnologia Java. Foto: Divulgação.

Tamanho da fonte: -A+A

A BRK Ambiental, maior empresa privada de saneamento básico do Brasil, passou a aceitar pagamentos recorrentes no cartão de crédito, por meio de uma solução desenvolvida pela Opus Software.

A novidade foi possível por meio de um projeto desenvolvido pela Opus em oito semanas, integrando vários sistemas internos da BRK com arquiteturas de microsserviços na plataforma Java. 

Os próximos passos incluem pagamentos de faturas anteriores e uso futuro do PIX. 

“Como parte da estratégia de transformação digital pela qual a empresa vem passando, contratamos a Opus para atuar diretamente nesta necessidade, com a utilização de um modelo ágil de desenvolvimento”, comenta Rogério Wada, da gerência de sistemas da BRK Ambiental. 

A BRK atende 15 milhões de pessoas em 100 cidades de 12 estados brasileiros, indo desde Xinguara, no Pará, até Uruguaiana, município gaúcho na fronteira com o Uruguai.

A maioria dos contratos da BRK são com cidades médias, mas BRK tem boas perspectivas com a aprovação, em julho deste ano, do Marco Legal do Saneamento Básico, que favoreceu a privatização de serviços de saneamento.

Recentemente, a empresa venceu o leilão para assumir a concessão dos serviços de água e esgoto de 13 cidades da região metropolitana de Maceió, que reúnem 1,5 milhão de habitantes, com um pagamento de R$ 2 bilhões, mais o compromisso de investir R$ 2,6 bilhões em infraestrutura ao longo do período de concessão, sendo R$ 2 bilhões já nos seis primeiros anos.

Há mais de 30 anos no mercado, a Opus Software tem escritórios em São Paulo e Toronto, atuando em projetos de transformação digital, inteligência artificial, big data, microsserviços, integrações e open banking.

A companhia já desenvolveu projetos para empresas como BRK, Pagbem, Pearson, Itaú Seguros, Indiana - Liberty, Bradescard, Carrefour soluções financeiras, Digio, Propay e Conductor.