Wagner Dias e Luiz Prado, fundadores da Hiperdados. Foto: divulgação.

Tamanho da fonte: -A+A

A Hiperdados, empresa paulistana com foco no ramo imobiliário, acaba de levantar R$ 1,93 milhão em investimentos por meio da CapTable, plataforma especializada em investimentos em startups.

Na captação, 449 investidores se tornaram sócios da startup com valores a partir de R$ 1 mil.

A história da Hiperdados começou em 2006, quando Wagner Dias (CEO) e Luiz Prado (CTO) focaram exclusivamente na consultoria e desenvolvimento de soluções de business intelligence para empresas de incorporação imobiliária.

Dias é formado em administração com ênfase em ciências mercadológicas pela UniPaulistana e tem MBA em real estate pela Universidade de São Paulo (USP), além de ter passado por companhias como Volkswagen, Rhodia e Bradesco.

Já seu sócio, Luiz Prado, é formado em administração de redes pela Universidade Ibirapuera e passou pela área de TI da Eltman Engenharia e Sistemas Ltda.

Sua plataforma SaaS foi criada somente em 2015 para ser uma solução simples e escalável para análises complexas de empreendimentos imobiliários.

Com uma base de mais de 15 milhões de pontos de dados, ela permite a elaboração de estudos de mercado, análise de viabilidade de empreendimentos, gestão de landbank e vendas, recebíveis, obras e finanças.

Em 2018, a primeira versão da plataforma foi disponibilizada e, a partir de 2019, o foco se tornou inseri-la no mercado. Em 2020, o faturamento da startup foi nove vezes maior do que no primeiro ano de operação.

De acordo com o Sistema Cofeci - Creci, mais de 46 mil empresas atuam com incorporação imobiliária no país. 

Já no que diz respeito à transformação digital no setor, uma pesquisa realizada pela Terracotta Ventures apontou que, nos últimos cinco anos, houve um aumento de 235% no número de startups nesse segmento.

“O aquecimento do mercado imobiliário e os números apresentados pela Hiperdados estimularam os investidores a escolherem aportar na startup, visto que estamos falando de um cenário animador para o segmento”, afirma Guilherme Enck, fundador da CapTable.

Agora, com o montante captado, a empresa pretende acelerar seu processo de crescimento e se firmar como um dos principais players do mercado de construtechs e proptechs no Brasil. Mais da metade do investimento (56%) deve ir para as áreas de marketing e vendas.

“Mesmo estando inseridos em um mercado concorrido e em plena expansão, nós conseguimos visualizar a oportunidade de passar à frente de nossos concorrentes, nos tornarmos referência no mercado”, projeta Wagner Dias, CEO da Hiperdados.

Além dos investimentos em marketing e vendas, a startup pretende investir outros 42% em tecnologia e 2% em ativos fixos, como a aquisição de equipamentos. 

Em operação desde 2019, a CapTable seleciona startups e possibilita que o investidor comum possa aportar nesses negócios. Através da plataforma, mais de 3,8 mil investidores já aportaram mais de R$ 30 mi em empresas como Alterbank, Livima, Play2Sell, Umbler e Eirene Solutions.