Melhor catar ele do chão. Foto: flickr.com/photos/sbk_20d.

Um relatório publicado pelo Itaú Unibanco nesta sexta-feira, 11, atualizou suas projeções para a economia brasileira em 2013 e 2014. Entre elas, uma é de que o dólar deve ficar mesmo em alta, com cotação de R$ 2,30 ao final de 2013 e R$ 2,40 no fim de 2014.

Segundo aponta o banco, em nota da Exame, a queda da confiança de consumidores e empresários resultará em um crescimento menor da economia, ficando abaixo de 2% em 2014. A projeção original do Itaú para a moeda americana em 2013 era de R$ 2,18.

“No momento atual, as restrições econômicas estão pesando”, afirma o economista-chefe do banco, Ilan Goldfajn, em relatório. Além disso, fatores de curto prazo pressionam o real, mas a longo prazo também é prevista uma depreciação do câmbio.

Nesta sexta, inclusive, o Banco Central fez mais um tentativa para segurar a escalada do dólar, em uma transação de swap cambial (venda de dólares no mercado futuro) envolverndo cerca de US$ 993,9 milhões. Com isso, o dólar recuou, fechando o dia em R$ 2,27.

O Itaú também reduziu suas projeções de crescimento do PIB em 2013 e 2014. Em 2013, a projeção passou de 2,3% para 2,1%. Para 2014, a projeção foi reduzida de 2,2% para 1,7%. O dado será divulgado pelo governo no final do mês.