Agora também por entrega. Foto: flickr.com/photos/foshydog

Tamanho da fonte: -A+A

A Bebê Store lançou o modelo de venda de pacotes de fraldas e produtos de higiene infantil por assinatura, o Clube da Fralda. O e-commerce afirma ser a primeiro a adotar este modelo aqui no Brasil.

  Os kits com produtos das marcas Pampers e Huggies variam de R$ 92,70 a R$ 109,90 de acordo com as necessidades do cliente, como, por exemplo, tamanho, quantidade e modelo.

Os preços são competitivos: se o consumidor comprasse por conta própria, o kit mais barato sairia por R$ 112,86 nas Americanas.com com três fraldas e três lenços umedecidos.  
     
 “Criamos o Clube da Fralda para trazer facilidade às mães, para que elas não precisem se preocupar todos os meses com a compra de fraldas, pois conhecemos sua correria no dia-a-dia em que se dividem entre o trabalho e os cuidados com os filhos pequenos”, explica Leonardo Simão, CEO e fundador da Bebê Store.

A expectativa da empresa é atingir 200 mil assinantes até o fim do ano e objetiva incluir produtos alimentícios e vestuário aos kits.

O modelo de vendas por assinatura online começou com clubes de vinhos como o Wine, mas tem se expandido para todo tipo de segmento, incluindo rações de cachorro, meias e outros bens.

Nas vendas infantis, essa estratégia tem gerado bons investimentos. A Bebê Store buscou aporte de US$ 2,9 milhões do fundo de investimentos Atômico enquanto a concorrente Tricae recebeu R$ 20 milhões da Rocket Internet no final do ano passado.

A Baby.com.br captou fundos no Brasil e nos Estados Unidos, realizados pela Monashees Capital, Tiger Global, Ron Conway, Accel Partners, além da apresentadora da TV Globo Angélica, que tem uma participação não revelada em troca de atuar como garota propaganda da startup. Só a Accel Partners e Tiger Global colocaram US$ 16,7 milhões na empresa.