Interface do Windows 8. Foto: reprodução.

Tamanho da fonte: -A+A

A Microsoft, em sua estratégia de venda para o Windows 8, que será lançado no final de outubro, definiu metas ambiciosas para o novo sistema operacional. A fabricante espera vender cerca de 400 milhões de dispositivos até julho do ano que vem e ampliar a oferta de apps na Windows Store, atingindo cerca de 100 mil deles até o final de janeiro.

Segundo matéria do IDGNow, a informação foi dada por Keith Lorizio, vice- presidente de vendas e marketing da companhia nos EUA, que chama de “garantido” o sucesso do Windows 8.

Em entrevista ao canal Beet TV, o executivo cita os 400 milhões de dispositivos do Windows 8 vindos de um potencial de 1 bilhão de dispositivos no mercado como “distribuição maciça do novo sistema operacional”.

Conforme explica Lorizio, a base de usuários do Windows 8 inclui os compradores de novos aparelhos com o novo sistema, assim como os usuários que atualizarão seus aparelhos com Windows 7.

Segundo divulgado pela fabricante, os usuários de Windows 7 poderão atualizar para o novo sistema por US$ 39,99.

Um dos trunfos da Microsoft para o novo produto é a interface unificada do Windows 8 com suas plataformas Xbox e Windows Phone 8, com recursos de sensibilidade ao toque e blocos dinâmico (tiles) como suas preferências de navegação, diz ele.

APPS

Para Lorizio, a fartura de aplicativos do Windows 8 é fator essencial para o sucesso. A meta é aumentar em mais de trinta vezes a oferta disponível atualmente na Windows Store, que é de cerca de 3 mil apps.

"A expectativa é perseguir agressivamente 100 mil aplicativos ou mais nos primeiros três meses", frisa o executivo.

Estes aplicativos são, aparentemente, vitais para o sucesso financeiro do sistema operacional. Tudo isso porque serão repletos de anúncios pagos que Lorizio alega que não serão mera distração.

A MS dividirá a receita de publicidade com os desenvolvedores dos aplicativos. "É fundamental obter massa crítica de aplicativos para que os usuários integrem na mais alta experiência orientada para o consumidor."

Segundo Lorizio, a MS está injetando grandes quantias para impulsionar o Windows 8 na competição contra o Android e iOS.

"Estamos colocando milhões de dólares nesse esforço e trabalhando com desenvolvedores, a fim de dar vida a seus aplicativos o mais rápido possível", diz ele.

A empresa está promovendo encontros com desenvolvedores, dando dicas para a produção de apps atraentes para Windows 8, mantendo um controle próximo da gama de produtos oferecidos.

"Para atingir nosso objetivo, que é uma estimativa conservadora de 400 milhões de unidades no mercado em primeiro de julho", diz Lorizio. "Nós sabemos que temos que ter um ecossistema muito, muito saudável de aplicativos", finaliza.