Tem que ter cuidado ao mexer nessas coisas. Foto: Pexels.

A EDP Brasil, controlada pelo grupo português Energias de Portugal (EDP) e uma das maiores do segmento, vai usar software da Colaborativo para fazer a gestão dos seus projetos.

De acordo com Marco Carossi, especialista de Engenharia, Construção Hídrica & Transmissão da EDP Brasil, a principal vantagem do software é ter uma visão centralizada e em tempo real do desenvolvimento dos projetos. 

“A ferramenta integra todos os envolvidos no projeto em uma única base. Por meio do workflow, temos visibilidade, controle e agilidade no processo de aprovações entre fornecedor, cliente, engenharia do proprietário (auditor técnico) e órgãos governamentais”, acrescenta Carossi.

O Colaborativo foi escolhido pela EDP Brasil porque continha duas condições essenciais contidas no edital: ser na nuvem e passível de parametrizações, o que permite a elaboração de controles de acordo com as necessidades de cada projeto.

Atualmente, os empreendimentos da EDP Brasil consistem em cerca de 1,4 mil quilômetros de linhas de transmissão e 20 subestações de energia, entre ampliações e novas construções, distribuídas por seis estados. Ao todo, os projetos consolidam investimentos de aproximadamente R$ 3,8 bilhões. 

A Construtivo foi fundada em 1999 como uma joint venture do Grupo Santander. Com sede em São Paulo e filial em Porto Alegre, a empresa atende a 40 mil usuários em 100 clientes, entre eles vários nomes de peso no setor elétrico como CPFL, CEEE e UHE Belo Monte.