Oracle Cloud terá reforço de pessoal.

A Oracle vai contratar 2 mil profissionais para a sua área de serviços na nuvem, focados nas áreas de desenvolvimento de software operações de nuvem.

Estão confirmadas vagas em Seattle e São Francisco, nos Estados Unidos, e na Índia. Também devem ser abertas vagas em outras das 16 regiões nas quais a Oracle opera data centers, o que inclui também o Brasil.

O número de regiões, aliás, está em alta: devem ser somadas outras 20 até o final de 2020.

Apesar de ser um número significativo, as 2 mil contratações são uma gota d’água no mundo Oracle. A empresa tem 138 mil funcionários.

 

A Oracle vem penando para emplacar uma presença convincente no mercado de nuvem pública.

No ano passado, a empresa perdeu Thomas Kurian, presidente de desenvolvimento de produto e responsável pelo negócio nuvem dentro da Oracle.

Kurian respondia diretamente para o fundador Larry Ellison e chegou a ser especulado como futuro CEO da Oracle. Hoje ele é CEO do Google Cloud.

Meses depois, Amit Zavery, VP de Oracle Cloud Platform (PaaS), Middleware, Analytics e Java da Oracle, também foi contratado pelo Google para assumir o cargo de VP de Engenharia.

Dentro da Oracle, a resposta veio do próprio Ellison, que, aos 74 anos decidiu botar a mão na massa e voltar a se envolver diretamente com os produtos da empresa.