Nelson Tanure foi afastado das reuniões do conselho da Oi pela Anatel. Foto: Divulgação.

Tamanho da fonte: -A+A

Por meio de despacho cautelar assinado nesta terça-feira, 8, a Anatel determina que os representantes do fundo Société Mondiale se abstenham de participar de qualquer reunião deliberativa da Oi ou de influenciar as operações e o cotidiano da empresa.

Com isso, a agência afasta o empresário Nelson Tanure das reuniões. Juntamente com outros investidores, ele detém cerca de 7% da Oi

As medidas da Anatel têm como objetivo garantir o cumprimento da regulamentação da agência que proíbe a transferência de controle de concessionária da telefonia fixa sem anuência prévia do Conselho Diretor da Anatel.

Caso seja a determinação seja descumprida, haverá multa de R$ 50 milhões para cada reunião ou deliberação na qual o Société Mondiale ou seus indicados participem. 

A Anatel terá um fiscal nas próximas reuniões do conselho de administração da operadora. Além da fiscalização presencial, a companhia terá de enviar ao órgão regulador a lista de presença dos conselheiros e a ata da reunião em um prazo de dois dias.

A Oi entrou em junho com o maior pedido de recuperação na história do país, a fim de reestruturar uma dívida de R$ 65,4 bilhões.