Foto: divulgação.

A Ame Digital, braço financeiro da Lojas Americanas, anunciou a aquisição da Bit Capital, plataforma paulistana de open banking baseada em blockchain.

O valor da transação não foi informado pelas empresas.

A Bit Capital foi criada em 2017 pelos empreendedores Ricardo Guimaraes Filho, João Marcelo Brito e Luis Eduardo Brito para oferecer uma plataforma bancária como serviço digital à qual as empresas podem se conectar para oferecer serviços financeiros, criando seus próprios produtos. 

Através de uma API aberta e modular, elas podem desenvolver seu modelo de negócios sem iniciar do zero. Todos os ativos são tokenizados e todas as transações registradas e processadas no blockchain Stellar.

A startup havia sido investida pela Gávea Angels em junho deste ano, com um aporte que também não teve o valor revelado e, em novembro, concluiu o processo de entrada no PIX.

“No caso da Bit Capital, estamos seguros de que a experiência de nossos associados foi relevante para o desenvolvimento da startup e a realização dessa transação”, afirma Jorge Rocha, presidente da Gávea Angels.

Criada em 2002 no Rio de Janeiro, a Gávea Angels foi a primeira associação de investidores anjo da América Latina e avançou para São Paulo e Belo Horizonte há menos de três anos.

Hoje, a atuação se estende por todo o país com 90 associados, 26 investidas, que ficam até cinco anos no portfólio de seus associados, e inúmeros parceiros no ecossistema de startups.

Além da Bit Capital, que agora fecha seu ciclo com a saída, a Gávea Angels aportou recentemente mais de R$ 6 milhões nas startups Back4App, Congresse.me, Folha Certa, GeekHunter, Home Agent, InstaCasa, Previsiown e Tevec.

Já a Ame foi criada em 2018 como uma conta digital da B2W, dona das marcas Submarino e Americanas.com. Só a Americanas conta com mais de 1,7 mil lojas, está presente em mais de 700 cidades, em todos os estados brasileiros, e conta com um time de mais de 25 mil associados.