Fernando Perez, diretor da Resource da Região Nordeste. Foto: Divulgação.

A Resource, multinacional brasileira de serviços de TI, implementou o Exodus no Tribunal de Justiça Regional Federal da 5ª Região (TRF5), com sede no Recife. O portal interativo foi criado para registrar as solicitações dos usuários.

O objetivo do projeto é facilitar o atendimento aos processos tramitando no judiciário e proporcionar mais agilidade e transparência para servidores, advogados, magistrados e usuários dos sistemas PJe (Processo Judicial Eletrônico) e Creta.

A ferramenta permite a abertura de chamados para reportar dúvidas e erros ou solicitar melhorias no PJe e Creta. Esses chamados são dirigidos para cada setor responsável, de acordo com o conteúdo mencionado. 

O interessado pode acompanhar todo o trâmite da solicitação por um sistema unificado. As requisições ficam divididas em: “em andamento”, “aguardando atendimento”, “pendente de solução”, “aguardando disponibilidade do cliente” e “resolvido”. É possível também interagir com o grupo de suporte do PJe e Creta por meio de texto ou documentos anexos.

“Com o Exodus, trabalhamos de uma forma muito mais organizada e conseguimos acompanhar o passo a passo de cada solicitação, já que todas ficam registradas no sistema. A novidade facilitou muito a nossa comunicação interna”, afirma Karla Ramos, servidora do núcleo da Secretaria Judiciária do TRF5.

Antes do portal, todo esse processo era feito via e-mail.

“O sistema do Exodus é bastante dinâmico e intuitivo. Além dos textos, é possível incluir prints de telas, vídeos, descritivos, ou seja, há uma série de recursos que ajudam o suporte a resolver o problema com mais agilidade”, afirma Fernando Perez, diretor da Resource da Região Nordeste. 

Segundo Karla, qualquer usuário que perceber lentidão ou problemas no site do Processo Judicial Eletrônico pode acessar o portal e abrir um chamado. 

Perez, ex-diretor de negócios da regional Nordeste da Capgemini, assumiu a posição de diretor na região da Resource há cerca de um mês.

A Resource faturou R$ 435 milhões 2015, uma alta de 5% frente aos resultados do ano anterior. Em 2015, o Nordeste já respondeu por 10% do faturamento, a mesma cifra da região Sul.

A companhia não divulgou dados gerais de faturamento para 2016 (as previsões eram de manter os 5%) mas disse na nota de contratação de Perez que o nordeste cresceu 10% no ano passado e que a meta para 2017 é 30%.

Com cerca de 2,5 mil colaboradores e mais de 300 clientes, a companhia possui 18 escritórios, com matriz em São Paulo e filiais em Alphaville, Americana, Campinas, Salvador, Recife, Belo Horizonte, Curitiba, Itajaí e Porto Alegre.