Serviço é uma das principais estratégias de negócio da companhia. Foto: divulgação.

A Vivo anunciou a chegada de sua rede de fibra (FTTH), serviço que é uma das principais estratégias de negócio da companhia, para mais onze cidades das regiões Sudeste, Sul e Centro-Oeste em julho. 

No estado de São Paulo, o serviço chega aos municípios de Bebedouro, Cabreúva, Leme, Matão e Olímpia. Em Minas Gerais, as cidades são Alfenas e Patos de Minas. Já no Espírito Santo, a escolhida é São Mateus.

Na Região Sul, a rede chega a Pelotas, no Rio Grande do Sul, e a Palhoça, em Santa Catarina. No Centro-Oeste, a única cidade é Catalão, em Goiás.

Com planos de banda larga de até 300 Mega de velocidade de download, o serviço contempla tanto clientes residenciais quanto empresas de todos os portes.

Para residências, o combo com banda larga de 100 Mega, suporte técnico, TV por assinatura, pacote esportivo para a TV e telefone fixo ilimitado sai por R$ 287,97 ao mês.

Já os clientes corporativos do serviço de telefonia fixa e móvel poderão adquirir a Vivo Fibra de 300 Mega por R$ 99,99, além de contar com outras ofertas de internet dedicada. 

“O momento atual evidenciou a essencialidade dos nossos serviços e a demanda da sociedade por uma internet mais veloz e estável, especialmente para o uso durante o home office e aulas on-line”, destaca Márcio Fabbris, vice-presidente de B2C da Vivo.

A Vivo é a marca comercial da Telefônica Brasil e soma 93 milhões de acessos no país. Ela está presente em 4,5 mil cidades com rede 3G, mais de 3,2 mil com 4G e mais de 1,2 mil municípios com a rede 4,5G. 

Líder de mercado no segmento móvel, a Vivo conta com uma participação de 33% no marketshare, com 74,7 milhões de acessos.

A Telefônica Brasil faz parte do Grupo Telefónica, um dos maiores conglomerados de comunicação do mundo, com 344 milhões de acessos e receita de € 48,4 bilhões em 2019.