CONTRATAÇÃO

Wayra tem novo head de parcerias

10/09/2020 08:27

Com mais de 17 anos de carreira, Guilherme Amorim já atuou em empresas com Softex e Brasscom.

Guilherme Amorim, head de parcerias da Wayra. Foto: divulgação.

Tamanho da fonte: -A+A

A Wayra, hub de inovação aberta do grupo Telefónica, anunciou a contratação de Guilherme Amorim para o cargo de head de parcerias da empresa. 

Amorim vem da Softex, onde era head de relações internacionais desde 2015, além de ser analista de mercado independente do Euromonitor e membro do fórum permanente de micro e pequenas empresas do Ministério da Economia.

Com mais de 17 anos de experiência, também foi head de inteligência de mercado da Brasscom, consultor independente e liderou áreas na Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos (ABIHPEC) e na Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção (ABIT).

O executivo é pós-graduado em negócios internacionais pela Universidade Mackenzie, possui especialização em economia, pela Fundação Getúlio Vargas, e em fusões & aquisições e PE/VC, pelo IBMEC.

Na nova empresa, Amorim tem como missão desenvolver novas oportunidades de relacionamento e negócios com corporações e startups que tenham temas de sinergia, além de soluções com potencial de serem escaláveis e fim de receber investimento de corporate venture capital da Wayra e/ou de fazer negócios com a Telefónica/Vivo.

“A chegada do Guilherme reforça o compromisso da Wayra em conectar parceiros e inovadores a fim de gerar novos negócios com a Telefônica e a Vivo. Buscamos estabelecer relação em temas sinérgicos envolvendo outras corporações, fundos de investimento e startups, de forma a alavancar o ecossistema empreendedor", conta Livia Brando, country manager da Wayra Brasil.

Em 2019, por exemplo, a Wayra firmou uma parceria com o BNDES e a Liga Ventures para a realização do programa BNDES Garagem, no qual 70 startups, entre as cerca de 5 mil inscritas, participaram de módulos de criação e aceleração. 

"Temos o ambiente ideal para criar parcerias que integrem o ecossistema. Minha expectativa é contribuir para gerar valor às empresas envolvidas neste processo e consequentemente a sociedade como um todo", afirma Guilherme Amorim, head de parcerias da Wayra.

Criada em 2011, a Wayra opera em 10 países e já investiu mais de € 45 milhões. Atualmente, 500 startups fazem parte do portfólio de inovação aberta global da Telefónica e mais de 20% fazem negócios com a companhia. 

A companhia está presente no Brasil desde 2012 e já investiu mais de R$ 15 milhões em 79 empresas. Atualmente, possui 34 startups no portfólio e saídas de destaque como a Teravoz e a Gupy.

Veja também

ECOSSISTEMA
Livia Brando, ex-EDP, assume Wayra

Executiva responsável por criar a operação de inovação da EDP assume uma das aceleradoras mais importantes do Brasil. 

MOBILIDADE
Voll recebe investimento de R$ 4 milhões

Aporte foi liderado pela Iporanga Ventures e pela Wayra Brasil.

CAPITAL
Gupy levanta mais R$ 40 milhões

Oria Capital aposta que companhia pode liderar o segmento de RHtechs no Brasil.

OTIMISMO
80% das startups da Wayra não pensam demitir

Mesmo assim, 74% preveem impactos negativos nos seus negócios pelo coronavírus.

FUNDOS
Telefónica procura startups brasileiras

Redpoint eventures vai gerenciar aportes da companhia em empresas da América Latina.

SÉRIE A
Docket levanta R$ 35 milhões

Rodada teve participação dos fundos KaszeK, Valor Capital, ONEVC, Canary e Wayra.

STARTUP
Twilio compra Teravoz

Aquisição marca chegada oficial da empresa no Brasil.

PÚBLICO
MPRJ adota Office 365 com Brasoftware

Instituição migrou cerca de 7,5 mil usuários para a plataforma em nuvem da Microsoft.

INFRA
Sesc Manaus migra para Arcserve com Brasoftware

Instituição mantinha seus dados in house e migrou cerca de 1 terabyte em três meses.

POSICIONAMENTO
Vivo vira broker de nuvem

Plataforma começa com Microsoft, Huawei Cloud e AWS e logo terá Google também.