COVID

Microsoft desiste de data para voltar

10/09/2021 03:56

Depois de três adiamentos do retorno aos escritórios, gigante não faz mais previsões.

Mais um ano vai, mais um ano vem e o coronavírus sempre tem. Foto: Pexels.

Tamanho da fonte: -A+A

A Microsoft desistiu de ter uma data fixa para o fim das medidas de home office em função do coronavírus.

A decisão aconteceu depois da empresa adiar a data de volta para os escritórios pela terceira vez.

Em março, em meio ao otimismo das primeiras semanas de vacinação nos Estados Unidos, a previsão era um retorno em baixa capacidade na sede em Redmond a partir do dia 7 de setembro.

Já em agosto, com o avanço da variante Delta, a data foi empurrada para 4 de outubro. Nesta quinta-feira, 9, a Microsoft desistiu de colocar uma nova data.

“Dado a incerteza do Covid-19, decidimos contra tentar ter uma previsão para uma nova data. Vamos reabrir assim que possível, baseado nas instruções de saúde pública”, afirmou Jared Spataro, VP de Modern Work da Microsoft. “Esse é o novo normal. Nossa habilidade de estar juntos vai avançar e recuar”, agregou o executivo.

A Microsoft já havia dito que avisaria com 30 dias de antecedência a nova data.

Outras grandes empresas de tecnologia, como Apple, Amazon, Google e Facebook anunciaram nos últimos tempos planos de voltar em janeiro de 2022, dentro de pouco menos de quatro meses.

Se isso vai acontecer ou não, nem todos os algoritmos de inteligência artificial do Vale do Silício juntos sabem.

Veja também

REALIDADE
Home office: full time, sem equipamento ou ajuda

Pesquisa aponta qual é a situação dos funcionários em home office no Brasil.

PRÁTICAS
Google pede prova de oferta de trabalho

Funcionários agora precisam provar interesse de outras empresas ao pedir aumento.

IMAGENS
SAP demite por vídeo viral

Discussão sobre máscaras em supermercado acaba na Internet e funcionária na rua.

PRODUTIVIDADE
BB aprende a lidar com excesso de informação

Empresa de treinamentos foca em ajudar empresas a trabalhar melhor com softwares.

ENTER
Microsoft rouba executivo top da AWS

Charlie Bell chegou a ser cotado para comandar a AWS e agora está na concorrente.

PORTAS
SAP faz aproximação com Google Cloud

Google está em boa posição para entrar com força na base de clientes da SAP.