Banco do Brasil investe em solução corporativa. Foto: divulgação.

Tamanho da fonte: -A+A

O Banco do Brasil lançou esta semana o Ourocard Corporate Banking, pacote de serviços de pagamento eletrônico e crédito automatizado para médias e grandes empresas clientes do banco.

Segundo o banco, o Ourocard Corporate possibilitará o pagamento de títulos, tributos, folhas de pagamento, transferências, TED e DOC, dentre outras operações, com prazos e taxas customizáveis.

A novidade é voltada aos segmentos empresariais chamados de Middle, Upper Middle, Corporate e Large Corporate, em verticais como exportação, construção civil, agronegócio e transporte rodoviário de cargas, além de apresentar soluções em crédito de curto prazo.

Para segmentos específicos, a solução oferece ainda acesso facilitado para desembolso de linhas de crédito voltadas ao agronegócio e linhas de financiamento de investimentos para compras diretas no Portal BNDES.

Segundo Raul Moreira, diretor de cartões do BB, operações piloto realizadas pelo BB neste ano apontam que as soluções agrupadas no Ourocard Corporate já foram responsáveis por uma movimentação financeira de R$ 6,5 bilhões nos três primeiros trimestres.

"Trata-se de uma solução mais ampla daquela normalmente conhecida pelo mercado como transações do 'mundo do plástico'. É um salto no processo evolutivo desses negócios rumo a um conceito mais amplo de meios eletrônicos de pagamentos, principalmente para negociações B2B de grandes valores". complementa Moreira.

Segundo dados do banco, somente no decorrer do primeiro semestre de 2014, o segmento de soluções de cartões para clientes pessoa jurídica apresentou crescimento de 35%, crescimento maior que o de transações feitas por pessoas físicas via web, que foi de 18%.

O novo produto do Banco do Brasil é mais um reflexo do alto investimento feito pelo setor financeiro em TI para aperfeiçoar seus serviços. Um relatório divulgado pela Federação Brasileira de Bancos (Febraban) destacou os bancos como os maiores compradores de tecnologia do país em 2013, com gastos de R$ 20,6 bilhões em TI no ano passado.