Baguete
InícioNotícias> UniRitter terá campus no Iguatemi

Tamanho da fonte:-A+A

EDUCAÇÃO

UniRitter terá campus no Iguatemi

Júlia Merker
// quinta, 11/01/2018 09:30

A UniRitter quer iniciar as aulas do primeiro semestre de 2018 utilizando seu novo campus, que será localizado no Shopping Iguatemi, em Porto Alegre.

A UniRitter terá um novo campus no Shopping Iguatemi. Foto: Divulgação.

Com área total de 3.732m², a nova estrutura será instalada sobre a recém-inaugurada praça de alimentação do shopping, além de três andares do Iguatemi Business.

“Um ambiente tão inovador para o ensino inspira a criatividade. Proporcionar esse novo espaço aos alunos reforça nossos princípios de instigar os estudantes pela busca do conhecimento, propondo novas metodologias, cada vez mais próximas da realidade do mercado”, salienta Germano Schwartz, reitor da UniRitter.

Inicialmente serão ofertados os cursos de graduação em Administração, Arquitetura e Urbanismo, Design de Moda, Design Gráfico, Design de Games, Direito, Psicologia, Publicidade e Propaganda e Relações Internacionais, além de programas de MBA e especialização. 

Integrante da Laureate International Universities, a UniRitter terá no novo campus uma estrutura com salas de aula e laboratórios para disciplinas de moda, informática, desenho, negócios, comunicação, projetos e games. 

O local também contará com biblioteca, International Office, web spaces e salas para orientações.

O Iguatemi tem 373 lojas, duas praças de alimentação, 10 restaurantes, seis salas de cinemas e estacionamento com mais de 3,8 mil vagas. O campus da UniRitter poderá ser acessado pela entrada principal do Shopping, na Avenida Nilo Peçanha, e pela Rua Antônio Carlos Berta.

Nesta semana, a UniRitter encerrou as atividades no campus da Avenida Wenceslau Escobar, no bairro Cristal, zona sul de Porto Alegre. Inaugurado em abril de 2014, o prédio era voltado para cursos de especialização e de MBA. As aulas da unidade serão transferidas para o campus Zona Sul, na Rua Orfanotrófio, no bairro Alto Teresópolis.

Além disso, a universidade conseguiu há poucos dias, no Tribunal Superior do Trabalho (TST), manter a demissão de 150 professores afastados da instituição no fim de dezembro.

Júlia Merker