A receita líquida da Claro no último trimestre teve uma queda de 7,9%. Foto: Divulgação.

A Claro Telecom Participações, controlada pelo grupo mexicano América Móvil, teve aumento em seu prejuízo no quarto trimestre, diante de piora no resultado financeiro e maior pagamento de impostos. Entre outubro e dezembro, o prejuízo consolidado da companhia foi de R$ 781,3 milhões. No mesmo período do ano anterior, o resultado negativo foi de R$ 254,5 milhões.

A receita líquida da empresa no trimestre teve uma queda de 7,9%, ficando em R$ 3,64 bilhões. Segundo a empresa, o resultado é fruto, principalmente, do efeito na redução da tarifa de interconexão (VU-M).

"Excluindo esse efeito, a variação da receita seria crescimento de 8,3%", disse a companhia.

Apesar da diminuição nessa linha, a empresa de telecomunicações ainda atingiu resultado operacional positivo, beneficiada pela queda de 13,8% nos custos e despesas no trimestre.

No período, o lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização da companhia (Ebitda) somou R$ 944,9 milhões, alta de 14,6% sobre o resultado no mesmo período de 2013.

Mas a última linha do balanço foi impactada por um resultado financeiro negativo em R$ 1,4 bilhão no trimestre, na comparação com R$ 498,6 milhões em igual etapa de 2013.

Ao mesmo tempo, a companhia viu sua conta com imposto de renda e contribuição social subir 260,2% na base anual, a R$ 384,7 milhões.

No acumulado de 2014, a Claro registrou crescimento de 1,1% na receita líquida, a R$ 13,84 bilhões, com queda de 14,4% no prejuízo líquido, de R$ 1,08 bilhão.