Gian Paolo Bassi.

A SolidWorks fechou um acordo com a multinacional australiana Altium, especializada em soluções para design de placas de circuito impresso (PCBs, na sigla em inglês), para lançar um produto próprio focado nesse mercado.

O chamado SolidWorks PCB incorporará tecnologia embarcada da Altium com a visualização 3D das ferramentas de CAD da SolidWorks. 

O público alvo são clientes da SolidWorks que estão fazendo suas primeiras incursões no mundo da eletrônica, uma situação que se torna mais comum a medida me que o design de produtos e máquinas envolve cada vez mais eletrônica embarcada.

Para os clientes que já tem licenças de SolidWorks e Altium adquiridas, foi lançado um conector que fará a integração entre os dois produtos. A Altium segue com o seu produto stand alone, focado em clientes com demadas mais sofisticadas.

A Altium é uma das líderes no segmento de ECAD, mas é uma companhia relativamente pequena, com vendas na faixa dos US$ 70 mihões e 50 canais em todo mundo. Já existe um overlap com o canal da SolidWorks. 

No Brasil, por exemplo, os canais SolidWorks IST e SKA já vendem software da Altium. A primeira tem clientes como o Laboratório de Modelagem Elétrica, Térmica e Mecânica de Encapsulamento de Semicondutores e a segunda, a fabricante de caixas automáticos Perto.

Para a Altium, o acordo significa uma entrada facilitada na base de usuários da SolidWorks. Parte da gigante francesa Dassault Systemes, a companhia totaliza 5 milhões de usuários no mundo e teve vendas de US$ 1 bilhão no ano passado.

A SolidWorks vem trabalhando há alguns anos para diversificar sua linha de produtos para além do design de equipamentos para manufatura. Nesse sentido, a empresa já havia lançado o SolidWorks Electrical, focado no design da parte elétrica.

Também entraram no mercado outros softwares operando ao redor do tradicional SolidWorks, como o Mechanical Conceptual, focado na fase conceitual de design de produtos mecânicos, e o Industrial Conceptual, preparado para o projeto de produtos de consumo.

No último SolidWorks World, encerrado na semana passada em Dallas, nos Estados Unidos, o CEO da companhia, Gian Paolo Bassi, apontou em seu keynote que a intenção da empresa é ser uma “plataforma de inovação”. 

Maurício Renner viajou a Dallas para o SolidWorks World a convite da SolidWorks.