APOSTA

Claranet: US$ 100 milhões na operação Brasil

11/02/2021 13:45

Maior parte da dinheirama deve ir para comprar concorrentes no mercado de nuvem.

Edivaldo Rocha, CEO da Claranet Brasil.

Tamanho da fonte: -A+A

A Claranet, multinacional inglesa de serviços gerenciados de nuvem, anunciou um programa de investimentos de US $100 milhões nos próximos dois anos.

Pelo câmbio de hoje, estamos falando de R$ 537 milhões, a serem gastos em “aumento de performance interna” e para aquisição de outras empresas do segmento.

Aumento de performance provavelmente se refere a contratações, com as quais a empresa quer mais que duplicar de tamanho, saltando de 200 para 500 colaboradores ainda em 2021.

As aquisições, portanto, devem ocupar a maior parte do investimento. A empresa já fez duas no país: a CredibiliT, negócio em 2017 que deu origem à operação local, e, no ano passado, a Corpflex.

As duas empresas atuavam com computação na nuvem e segurança. A Corpflex tinha na época da compra uma carteira de 550 contratos, com cerca de 30 mil usuários finais. Edivaldo Rocha, CEO da Corpflex, passou a liderar a Claranet no Brasil.

"O objetivo de tornar a operação do Brasil em um dos maiores players de hybrid Cloud e cybersecurity no mercado, com foco em serviços com elevado potencial de crescimento e alinhados com os desafios de digitalização das empresas de médio e grande porte", explica Rocha.

A expectativa é que a Claranet Brasil seja a operação mais representativa do grupo nos próximos três anos. 

A operação brasileira está perto disso. Quando da compra da Corpflex, um alto executivo da Claranet revelou a um site europeu que o faturamento no Brasil em 2019 havia sido de US$ 128 milhões.

É um número respeitável, tendo em conta que o faturamento geral dda Claranet para o ano fiscal encerrado em agosto de 2018, o último divulgado, foi de £ 321 milhões, uma alta de 49%. Uma libra esterlina é hoje US$ 1,38.

Na nota sobre o investimento, a Claranet revela que já vem crescendo 37% ao ano, uma taxa que, se aplicada ao valor em dólares revelado no ano passado, significa que o negócio já está na casa dos US$ 175 milhões.

A Claranet tem presença em 10 países, atendendo 6,8 mil clientes corporativos e mais de 2,5 mil colaboradores espalhados por 24 escritórios no mundo.

Veja também

COMUNICAÇÃO
Votorantim Energia reduz links com Sencinet

Companhia agora utiliza link único para processar a troca de informações de quatro usinas com o ONS.

INFRA
Arezzo&Co aposta em nuvem híbrida com IBM Cloud

Companhia adotou a solução para suportar a expansão dos negócios, principalmente no e-commerce.

SEM MEDO
Google torra dinheiro com nuvem

Prejuízo da divisão nos últimos três anos foi de US$ 14,6 bilhões. Mas o Google não liga.

AÇÃO
SAP: novo plano para incentivar nuvem

RISE with SAP faz diversas promessas para promover a migração dos clientes para o S/4.

PRESENÇA
Huawei reforça nuvem no Brasil

Com nova zona de disponibilidade, os chineses querem competir com AWS e Azure.

NUVEM
Brasoftware fatura R$ 1,9 bilhão, cresce 34%

Consequências do coronavírus embalam vendas de uma das maiores integradoras do país.

NADA MAL
Stefanini cresce 21%, fatura R$ 4 bi

Com pandemia, grande contrato e aquisições, empresa obteve um dos melhores resultados nos últimos anos.

NUVENS
Mercado Livre roda ERP da SAP no Google Cloud

Gigante de e-commerce até agora só havia divulgado uso da concorrente AWS.

CARREIRA
Oppenheimer, ex-SAP, vai para o Google Cloud

Operação de nuvem do Google segue empilhando contratações de alto perfil na América Latina.

BICHOS
Petz otimiza uso da AWS com Solutis

Varejista de artigos para pets decidiu recalibrar sua infraestrutura de tecnologia.

SEGUROS
SulAmérica detecta fraudes com IA

Projeto entregue pela Accenture combina tecnologias como Python, R e H2O. 

DADOS
Mais AWS no Mercado Livre

Gigante de e-commerce usa soluções de machine learning e analytics da AWS.

VENDAS
Grupo Herval: novo e-commerce com Oracle

Times de e-commerce da taQi e da Voulevar terão mais autonomia com o Oracle Commerce Cloud.