FEEDBACK

Funcionário do Serpro vai armado falar com o chefe

11/03/2021 11:34

Incidente aconteceu em 2013 em Porto Alegre e acabou em demissão por justa causa.

Não gostei desse feedback. Foto: Pexels.

Tamanho da fonte: -A+A

Um funcionário do Serpro decidiu ir conversar com o seu chefe com um revólver na cintura em 2013, gerando um processo judicial que terminou na semana passada.

O servidor foi condenado por improbidade administrativa pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) na terça-feira, 02.

O homem teve decretada a perda do cargo público que ocupava e terá que pagar multa de R$ 21,2 mil, quantia correspondente ao valor de quatro vezes o salário que recebia. 

Com a condenação, o servidor também fica proibido de contratar ou receber benefícios fiscais do poder público, mesmo que por intermédio de pessoa jurídica, durante o prazo de três anos.

Segundo a reportagem do Baguete pode averiguar, trata-se de um profissional relativamente jovem, que já tinha uma passagem pela Procempa, estatal municipal de processamento de dados de Porto Alegre.

De acordo com a denúncia do Ministério Público Federal (MPF), o analista do Serpro, ameaçou o chefe ao levantar a camisa e mostrar uma arma de fogo que portava na cintura. 

A ameaça teria sido motivada por uma insatisfação do denunciado com a nota que recebeu do analista-chefe na avaliação anual dos funcionários. O caso ocorreu em setembro de 2013.

Em sentença publicada em maio de 2019, a 1ª Vara Federal de Porto Alegre aceitou a denúncia do MPF e condenou o servidor a apenas uma das sanções previstas na Lei de Improbidade Administrativa.

O MPF recorreu da sentença ao TRF4 pedindo que, além da proibição de receber benefícios do Poder Público, também fossem adicionadas as penalidades de multa e perda da função pública.

Veja também

ADEUS
Relembre 2020, se você é corajoso o bastante

A retrospectiva de um ano que não será esquecido: coronavírus, novo normal, ransomware, grandes negócios e mais.

ESTATAIS
Accenture fará plano para vender Serpro e Dataprev

Consultoria lidera time que faturou contrato de R$ 7,93 milhões pago pelo BNDES.

CONSTRUÇÃO
Governo faz nova mega compra de nuvem

Brasília dá mais um passo na reformulação da infra de TI do governo.

NO BYOD
Sem notebooks particulares no STJ

Depois do ataque hacker, órgão decidiu controlar de perto o acesso à rede.

SEGURANÇA
TJ-RS atacado por hackers

Invasor colocou foto e texto em site do TJ-RS. Site chegou a ficar fora do ar.

DE VOLTA
Acaba a greve home office da Procergs

Com duração de 50 dias, foi a greve mais longa da história da estatal gaúcha.

NOMEAÇÃO
Letícia Batistela assume a Procempa

Advogada conhecida pela sua atuação em entidades de TI deve conduzir mudanças na estatal.

Bohrz, ex-Integra, assume TI da Tanac

Profissional é experiente e já passou por Ferramentas Gerais, CWI e HP.

ACORDO
Procergs terá 10 estagiários de novo curso da PUC-RS

Estudantes virão da primeira turma de Ciência de Dados da universidade gaúcha.