IGLOO

Grupo Oscar migra para Linux

11/04/2016 12:06

A empresa deve alcançar uma economia de R$ 700 mil em licenças do Windows.

O Grupo Oscar utilizou a ferramenta Igloo para migrar os sistemas da companhia para o Linux. Foto: Divulgação.

Tamanho da fonte: -A+A

O Grupo Oscar, empresa de calçados do interior de São Paulo, utilizou a ferramenta Igloo para migrar todos os sistemas de gestão e vendas da companhia para o Linux. 

Com o projeto, a empresa deve alcançar uma economia de R$ 700 mil em licenças do Windows.

 A migração faz parte de uma estratégia iniciada no começo dos anos 2000, quando a empresa decidiu trocar os sistemas operacionais de todo seu parque de computadores pelo Ubuntu, plataforma open source e gratuita baseada em Linux. 

"Na época, fizemos toda a migração internamente, com a própria equipe de TI da empresa. Por cerca de dez anos funcionou, mas haviam pequenos problemas recorrentes que não conseguíamos resolver”, relata Nei Ribeiro, gerente de TI do Grupo. 

Então, em 2012, a empresa conheceu o Igloo. Desenvolvida para migrar os sistemas, a solução brasileira foi considera ideal para aperfeiçoar o uso do Linux pelo Grupo Oscar

Naquele ano, 300 máquinas da empresa passaram a operar com o suporte do Igloo, número que cresceu para 500 em 2015. Agora, a expectativa é chegar a 800. 

Para Ribeiro, além da economia oferecida pelo Linux, o Igloo ainda traz benefícios como estabilidade e produtividade, já que as máquinas contam apenas com os softwares de trabalho. 

"Também há diversas atualizações necessárias, como compatibilidade com periféricos conectados por porta USB, entre outros", afirma o gerente do Grupo Oscar. 

O Grupo Oscar, há mais de 33 anos no mercado, é a maior rede de varejo de calçados do Vale do Paraíba e Alto Tietê, com mais de um milhão de clientes fidelizados em toda a região. 

Para 2016, a empresa prevê abrir 26 novos pontos de venda. A rede está presente nas cidades de São José dos Campos, Jacareí, Guaratinguetá, Taubaté, Mogi das Cruzes, Suzano, Pindamonhangaba, Lorena, Caraguatatuba e Resende. O grupo conta com cerca de 1,5 mil funcionários.

Veja também

OPEN SOURCE
M. Dias Branco migra para Linux

Empresa migrou cerca de 1,5 mil máquinas - 50% da operação de TI da companhia - para a versão Ubuntu.

DESENVOLVIMENTO
Brod é diretor da LPI no Brasil

Gaúcho terá o papel de coordenar o desenvolvimento da entidade de software aberto na região.