ESTREIA

Linx faz compra no exterior

11/07/2017 09:00

O valor será dividido entre US$ 16,3 milhões à vista e mais até US$ 9,5 milhões nos próximos três anos.

Alberto Menache.

Tamanho da fonte: -A+A

A Linx acaba de fazer sua primeira compra no exterior, levando a argentina Synthesis pelo que pode chegar a ser um valor total de US$ 25,8 milhões.

O valor será dividido entre US$ 16,3 milhões à vista e mais até US$ 9,5 milhões nos próximos três anos condicionado ao cumprimento de metas.

A estreia da Linx nos mercados internacionais foi um pouco mais cara do que a média das suas mais de 20 aquisições desde 2008, totalizando R$ 82 milhões, no câmbio de hoje.

A Synthesis atua no desenvolvimento e comercialização de softwares de automação de ponto de venda (POS), soluções para meios de pagamento eletrônico (TEF) e motor de promoções para grandes cadeias varejistas, tendo faturado US$ 7 milhões nos últimos 12 meses. 

Fundada em Buenos Aires, a empresa tem clientes no México, Argentina, Chile, Uruguai, Colômbia, Panamá, Peru, Equador, El Salvador, República Dominicana e Porto Rico, incluindo Liverpool, Chedraui, Costco, Grupo Carso, YPF, Cencosud, entre outras. 

“Estamos otimistas com o nosso primeiro passo rumo à expansão internacional, que visa aumentarmos consideravelmente nosso mercado potencial”, avalia Alberto Menache, presidente da Linx. 

Menache destaca que a Linx é uma empresa “robusta, tanto em processos internos, como em governança” e recentemente capitalizada com uma emissão adicional de ações focada em levantar recursos para mais compras.

A Linx é muito experiente em aquisições, tendo adquirido uma série de empresas focadas em ramos diferentes do varejo como lojas, farmácias, postos de gasolina e, mais recentemente, e-commerce.

As compras foram embaladas por uma linha de crédito de R$ 102,8 milhões liberada pelo BNDES em 2014.

A Linx encerrou o primeiro trimestre de 2017 com receita operacional bruta de R$ 153,3 milhões, 12,7% maior que no mesmo período do ano anterior e uma cifra na qual 84% é derivada de receita recorrente, um indicador importante. 

Em 2016, a Linx fechou o ano com uma receita bruta de R$ 569,2 milhões, uma alta de 12% frente aos resultados do ano anterior.

Com mais de 3 mil colaboradores, distribuídos na matriz em São Paulo, 13 filiais em 8 estados, atendendo 44 mil varejistas, a Linx é considerada a líder no seu segmento no Brasil.

Mas a verdade é que nem sempre a dominância no mercado brasileiro se traduz em sucesso no exterior, como demonstra o caso da Totvs, uma espécie de benchmark para a Linx quando o assunto domínio de mercado através de aquisições em série.

A gigante brasileira de sistemas de gestão tenta há alguns anos alavancar sua presença fora do país, mas os negócios internacionais ainda são uma fatia pequena do total.

Em 2014, a companhia inclusive informou a investidores que havia desistido da sua meta de ter vendas fora do país representando entre 3% e 5% da receita até o final de 2016.

Veja também

ATENDIMENTO
Ipiranga automatiza postos com Linx

A empresa utilizou tecnologias da Linx para criar seu próprio sistema de automação.

EXCLUSIVO
Barankiewicz, ex-Linx, está na 99

Barankiewicz acaba de assumir o cargo de diretor de operações corporativas do app.

CONTRATAÇÃO
Ex-Linx é CIO da Havas

Alexandre Ricoy atuou como diretor de sistemas de TI da Linx.

SÃO PAULO
Linx: R$ 18,5 milhões em nova sede

A nova matriz da empresa está localizada no Bairro Pinheiros.

MEGAWORK
Hortifruti usa solução de varejo da SAP

O projeto foi desenvolvido com apoio da Megawork.

ATENDIMENTO
Via Varejo terá chatbot com Watson

A ferramenta estará disponível para os clientes nos sites da Casas Bahia e do Pontofrio.

WINOV
Gazin adota IBM Connections Cloud

Nova solução de e-mail integra recursos de inteligência cognitiva do IBM Watson. 

INVESTIMENTO
Senior adquire Gôndola Sistemas

Esta é a nona operação da Senior nos últimos sete anos.