O Waze tem um recurso que mostra apenas caminhos permitidos durante o rodízio. Foto: eskay/Shutterstock.

Tamanho da fonte: -A+A

O aplicativo Waze lançou na segunda-feira, 10, um recurso exclusivo para motoristas da capital paulista evitarem o rodízio de veículos. Com a nova funcionalidade, o app mostrará caminhos alternativos, que permitem a circulação durante o rodízio.

Para ativar a opção, o usuário deve acessar o menu do app, e nas configurações acessar a guia restrição veicular na via, na área de navegação. 

Ao digitar os dois últimos números da placa de seu veículo, o usuário para a ser guiado pelo Waze apenas por caminhos que ficam fora das áreas restritas.

Segundo o Waze, São Paulo é a primeira cidade do mundo a utilizar essa ferramenta. Outras cidades com sistemas de restrição veicular devem receber o recurso em breve.

A multa para quem desrespeita o rodízio é de R$ 85,13 com acréscimo de quatro pontos na CNH (Carteira Nacional de Habilitação).

No final de maio, a cidade de São Paulo chegou a uma frota de 8 milhões de veículos, segundo projeção feita pelo G1 com base no número de novos emplacamentos diários feitos pelo Departamento Estadual de Trânsito (Detran), que é de 723. 

Em março de 2011, quando a frota da capital bateu a casa de 7 milhões, a cidade tinha aproximadamente um carro para cada 2,19 habitante se levadas em conta as projeções populacionais da Fundação Seade. Hoje, essa relação baixou para 2,03, mas ainda é alta.

Já no Brasil, essa proporção é de 4,1 habitantes para cada carro, segundo dados do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) e do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O avanço da frota tem impacto em problemas como congestionamentos e acidentes. O trânsito no horário de pico foi 14% maior nos primeiros quatro meses de 2015 do que em 2011, chegando a picos de 109 km de lentidão.