A Universidade Católica de Santa Catarina vai oferecer a graduação de engenharia de software. Foto: Divulgação.

A partir de 2017, a Universidade Católica de Santa Catarina, em Joinville, passará a oferecer a graduação de engenharia de software.

O curso terá a coordenação do professor Maurício Henning e duração de quatro anos. 

A graduação será dividida em áreas de aptidão: modelagem e implementação de processos, técnicas de computação, programação computacional, gestão de TI, formação matemática, atividade prática e formação humanística.  

Um dos diferenciais do curso é o Laboratório Experimental de Software, onde os acadêmicos poderão desenvolver projetos em parceria com empresas interessadas na criação de produtos ou serviços inovadores.

Os estudantes serão orientados por professores e as empresas participarão do processo de desenvolvimento, para garantir que o projeto atenda às necessidades da organização. 

“Dessa forma, os alunos têm a oportunidade de aliar teoria e prática e de contribuir para o crescimento tecnológico da região”, destaca Henning.

A universidade destaca que o engenheiro de software deve ter habilidade com raciocínio lógico e matemático. Henning também afirma que o profissional deve ter dinamismo para conseguir acompanhar as mudanças constantes do mercado e desenvolver soluções rápidas e eficazes.

“O modelo tradicional leva muito tempo para entregar os produtos. Em um mundo cada vez mais acelerado, o campo da engenharia de software vem quebrar esse paradigma, aumentando a produtividade do trabalho e focando na criação de algo realmente útil para o cliente”, reforça.

A Católica de Santa Catarina integra o Grupo Marista e foi fundada em 2010. Nas áreas de engenharia e TI, a instituição oferece os cursos de engenharia civil, de produção, elétrica e mecânica, além de sistemas de informação.

No Brasil, segundo o site e-MEC, cerca de 22 universidades já contam com a formação em engenharia de software.

A decisão de contar com o curso em uma faculdade de Joinville se encaixa com a tradição local, pois o município é um dos polos de tecnologia de Santa Catarina.

Na região surgiram empresas de software com atuação nacional, como Datasul e Logocenter, compradas pela Totvs. 

Também são de Joinville as companhias Conta Azul, que recebeu R$ 20 milhões do fundo Tiger Global em 2015, e a OpenTech, empresa de gestão logística que  rastreia 46 mil veículos, e a Neogrid, focada em soluções de Supply Chain Management (SCM).

Joinville liderou, junto com Florianópolis, um levantamento do programa Geração TEC, do governo do estado, que estimava a abertura de pelo menos 1.535 vagas em 2015 no setor de TI em Santa Catarina.