Cai volume, mas cresce receita. Foto:flickr.com/photos/angelaypablo.

Tamanho da fonte: -A+A

O mercado de computadores no Brasil teve uma redução de 10% no segundo semestre de 2013, comparado com o mesmo período do ano passado. Foram 3,6 milhões de unidades comercializadas.

O oposto ocorreu com a receita, que cresceu 1,2%, atingindo R$ 5,7 bilhões. 
 
Os dados foram divulgados pela IDC Brasil. A companhia explica que o contraste nos resultados de volume e receita está relacionado ao aumento de 12% do preço médio dos PCs, que no segundo trimestre de 2012 era de R$ 1.412, contra R$1.580 neste ano.
 
Outro fator que influenciou foi o aumento do dólar, que segundo a IDC continuará em alta. Visto que mesmo os produtos fabricados no país usam componentes importados.
 
Neste contexto, foi no mercado corporativo que as vendas caíram mais, 15% contra 7% do segmento de consumo. “As empresas tendem a esperar que o dólar seja mais favorável para tomar suas decisões de compra”, comenta Pedro Hagge, analista de mercado da IDC Brasil.
 
A companhia estima que a queda nas vendas seja de 9% em todo o ano de 2013. 
 
Equipamentos com design mais fino, telas sensíveis ao toque e modelos conversíveis, com tela que pode ser separada e usada como tablet, devem conquistar espaço no mercado.
 
“Os consumidores estão mais exigentes e a tendência é de melhores oportunidades no segmento de equipamentos com mais recursos e diferenciais, pois quem procura menores preços tem como alternativa outros dispositivos como tablets e smartphones”, conclui Hagge.