Jorge Tonetto. Foto: Baguete.

Jorge Tonetto, secretário da Fazenda de Porto Alegre, pediu demissão ao prefeito José Fortunati, e está deixando a prefeitura da capital gaúcha nesta terça-feira, 11.

A saída foi justificada por “motivos pessoais”. O secretário adjunto Eroni Numer vai ocupar a cadeira deixada por Tonetto até o final do ano.

Na Fazenda municipal desde 2014, Tonetto se tornou conhecido nos últimos anos por ser o líder dentro da prefeitura dos esforços de revitalização da área do chamado Quarto Distrito.

A região, próxima do centro da cidade, é um retângulo entre a rodoviária e a avenida Sertório, limitada nas suas extremidades pela avenida Farrapos e a linha do Trensurb. 

Antiga área industrial de Porto Alegre, o Quarto Distrito está em decadência desde os anos 70.

Tonetto liderava uma força tarefa de nove secretarias envolvidas na tarefa, com dedicação quase integral ao projeto.

Entre as realizações de Tonetto à frente desse grupo, estão a isenção de impostos para investimentos na área e a criação da Empresa de Gestão de Ativos do Município de Porto Alegre S/A (InvestePoa), uma empresa de sociedade anônima de economia mista para gerenciar ativos. 

Oficialmente, Tonetto retornará ao quadro do governo do estado, onde é servidor de carreira. 

Fontes ouvidas pelo Baguete, no entanto, apostam que Tonetto deve voltar em breve à prefeitura, provavelmente em um cargo ligado ao Quarto Distrito.

A saída nesse momento teria mais que ver com o fato do deputado federal Nelson Marchezan Júnior (PSDB) ser cotado como favorito para vencer o atual vice-prefeito Sebastião Melo (PMDB) na disputa de segundo turno pela prefeitura de Porto Alegre. 

De acordo com uma pesquisa do Ibope dessa semana, Marchezan tem 45% das intenções de voto, contra 33% de Melo. A margem de erro é de quatro pontos percentuais para mais ou para menos.