Lenovo assume a liderança nacional. Foto: divulgação.

Tamanho da fonte: -A+A

A chinesa Lenovo, fabricante mundial de eletrônicos que comprou a brasileira CCE, passou para a liderança do mercado nacional de PCs, batendo a ex-líder Positivo.

Segundo dados do relatório Worldwide Quarterly PC Tracker da IDC, referentes ao terceiro trimestre de 2013 e divulgados nesta semana, a Lenovo possui agora 18,35% do market share de computadores.

A Positivo não divulgou sua participação de mercado no terceiro trimestre, mas no período de maio a junho a empresa tinha 16,5% do maket share.

Segundo dados da fabricante, o crescimento foi rápido, com um salto da quarta posição para a vice-liderança no Brasil no segundo trimestre do ano, ultrapassando outras multinacionais como HP e Dell.

A posição de maior fabricante de computadores do Brasil alcançada neste trimestre reflete o forte crescimento da companhia nos últimos anos. Globalmente, os chineses são líderes com 16,7% do share, na frente da HP (16,4%) e Dell (12,2%).

Para Dan Stone, presidente da Lenovo Brasil, a conquista é um momento histórico da Lenovo no país que, pela primeira vez, alcança o posto mais alto no mercado.

"Em 18 meses de trabalho como presidente da Lenovo Brasil estou extremamente feliz com o resultado de um time de profissionais extremante capacitados", declarou o executivo-chefe.

Hoje, a Lenovo conta com quatro mil funcionários e já investiu mais de US$ 200 milhões no Brasil nos últimos dois anos. Em janeiro de 2013, a fabricante de computadores inaugurou sua fábrica de computadores em Itu, interior de São Paulo.

Além disso, a Lenovo adquiriu a CCE, maior fabricante de eletrônicos do Brasil de origem nacional, em uma transação de R$ 300 milhões que reforçou de forma estratégica a linha de produção, além de ter ampliado o número de pontos de vendas em todo o país.

A companhia também investiu mais de USD 6 milhões na modernização de suas linhas de montagem em Manaus e já contratou mais de mil funcionários somente neste ano. Com isso, a empresa investiu também no mercado de computadores, tablets, smartphones e TVs.