A Latam Airlines vai mudar sua forma de vender passagens aéreas. Foto: Divulgação.

A Latam Airlines (união das empresas Tam e Lan) vai mudar sua forma de vender passagens aéreas. Pelo novo modelo, o passageiro escolherá se deseja pagar por serviços como reserva de assentos, lanche a bordo, possibilidade de reagendamento e registro de pontos do programa de fidelidade. 

A novidade entrará em vigor a partir do primeiro semestre de 2017. Com a mudança, a Latam e suas filiais projetam reduzir em até 20% as tarifas mais baratas disponíveis para seus voos domésticos até 2020.

“Este modelo busca satisfazer as necessidades dos nossos passageiros atuais, que valorizam viagens rápidas, simples e eficientes, tomam suas próprias decisões e querem ter as ferramentas para participar ativamente de sua experiência e assim fazer uma viagem sob medida, pagando somente pelos serviços que utilizarão”, destaca Enrique Cueto, CEO da Latam.

Nos últimos 10 anos, a Latam e suas filiais diminuíram em cerca de 50% suas tarifas mais baixas em suas rotas domésticas. 

“No caso do Brasil, nossas tarifas médias caíram cerca de 60% na última década, permitindo o acesso a milhões de passageiros ao transporte aéreo. Nosso objetivo é seguir avançando neste caminho. Com as mudanças, nossos passageiros poderão escolher como voar e poderão voar mais vezes”, afirma Claudia Sender, CEO da Latam Airlines Brasil.

Para implementar a mudança, o Grupo Latam está investindo no desenvolvimento de novas ferramentas digitais. A empresa afirma que processo de compra, check-in, embarque e pós-vendas será mais simples e rápido, podendo ser realizado a partir de qualquer dispositivo móvel.

 A mudança será feita de forma progressiva nos voos domésticos das empresas do grupo nos países Chile, Colômbia, Peru, Equador, Argentina e Brasil.