Fernando Cirne, CEO da Locaweb.

A Locaweb comprou o Ideris, uma plataforma que permite a lojistas fazer integrações diretas em sites de e-commerce, por R$ 18,3 milhões. 

De acordo com a Locaweb, a Ideris é a maior do Brasil no seu segmento, com 25 integrações ativas, incluindo em marketplaces como Mercado Livre, Magazine Luiza, B2W e Amazon.

Com a tecnologia da empresa, um varejista não precisa negociar individualmente com cada e-commerce. A Ideris oferece ainda soluções para o controle de sua logística interna, unificando a gestão do estoque em todos os seus canais de venda.

Somente no terceiro trimestre, o Ideris processou quase 15 milhões de pedidos totalizando R$ 2,1 bilhões de vendas intermediadas (ou GMV, para quem quiser usar outra sigla em inglês de três letras). 

É mais do que todo o GMV da operação de e-commerce da Locaweb no período, que foi de R$ 1,9 bilhão.

"Estamos animados com mais esse importante movimento de M&A, que reforça o nosso compromisso com os acionistas de fazer aquisições que complementem nosso portfólio de soluções e que atendam os requisitos de recorrência, qualidade do produto, retenção dos fundadores e principalmente grande potencial de geração de valor com a nossa base de clientes", afirma Fernando Cirne, CEO da Locaweb.

O Ideris, fundado em 2017 em Curitiba. O CEO é Alessandro Ribeiro Silveira, um executivo com passagem pela A.P. Moller - Maersk, uma das maiores empresas de logística do mundo.

Essa é a quarta aquisição da Locaweb depois de abrir capital na bolsa, em fevereiro.

Ainda em outubro, a empresa gastou R$ 180 milhões pelo o controle da Vindi, uma empresa de software as a service (SaaS) que processa e faz a gestão de pagamentos recorrentes com clientes como Exame, Empiricus e Resultados Digitais.

Antes, a Locaweb pagou R$ 22,2 milhões pela Social Miner e R$ 18,9 milhões pela Etus, aquisições que seguiram a mesma lógica de complementaridade e cross selling.

Muitas outras compras devem vir pela frente. 

Em fevereiro, a Locaweb revelou que tinha uma lista de compras com 107 empresas e já está em conversas com 36 delas para fechar possíveis fusões e aquisições.

Fundada no final dos anos 90 pelos primos Gilberto Mautner e Claudio Gora, a Locaweb tem 60% da sua receita vinda de hospedagem de sites, mercado no qual é líder no país com 21,6% de share, bem à frente do segundo player, a Hostgator, com 8%; e do UOL, com 6,6%.

A companhia fechou o ano passado com um faturamento de R$ 385,7 milhões, uma alta de 22,5% frente aos resultados de 2018. O lucro líquido ajustado foi de R$ 28,2 milhões, uma alta de 48,4%.

O segmento de e-commerce teve o melhor desempenho, com uma alta de 46,5% no faturamento.

No total, a Locaweb possui mais de 1,5 mil funcionários, quase 400 mil clientes e 19 mil desenvolvedores parceiros.