América Móvil é controladora da Claro no Brasil. Foto: Divulgação.

A América Móvil, controladora da Claro, Net Serviços e Embratel no Brasil, registrou um lucro de US$ 1,3 bilhão de dólares, ou 17,2 bilhões de pesos mexicanos, no quarto trimestre de 2013. O resultado, superior ao esperado no mercado, foi divulgado nessa terça-feira, 11. 

No ano anterior, a empresa havia somado 14,9 bilhões de pesos no mesmo período, 15,7% a menos. 

Os analistas estimavam um lucro de 16,86 bilhões de pesos, conforme a Reuters

A receita também aumentou, foi 3% a mais do que no outro ano ao atingir 204 bilhões de pesos. 

A América Móvil teve crescimento de 10,9% na receita total no Brasil, o que incluí as três empresas controladas. O valor total chegou a R$ 8,794 bilhões e o Ebitda somou R$ 2,174 bilhões, 29,3% maior.

O Ebitda totalizou 63,51 bilhões de pesos, 1,4% superior ao último trimestre de 2012. 

Sua base de assinantes cresceu em 4,8 milhões de usuários nesse período, para 339 milhões de acessos. No total, são 270 milhões de clientes de telefonia móvel e 69 milhões de unidades geradoras de negócios. 

A base de assinantes cresceu em 4,8 milhões de usuários no período, para 339 milhões de acessos. O total inclui 270 milhões de clientes de telefonia móvel e 69 milhões de unidades geradoras de negócios. 

De acordo com o Teleco, a América Móvil é a principal operadora de celular da América Latina. A América Móvil e Telefônica, controladora da Vivo, controlam mais de 70% dos celulares da América Latina.

A Claro fechou o quarto trimestre com um aumento de 12,1% da receita se comparado ano a ano, o que somou R$ 3,6 bilhões. 

No Brasil, a base de assinantes cresceu 5,3%, atingindo 68,7 milhões de usuários. O maior aumento foi na base de clientes do pós-pago que foi de 9,6%, com 14,3 milhões de usuários. 

Enquanto isso, são 54,4 milhões de usuários pré-pago, 4,2% a mais. 

A receita média de usuários no trimestre foi de R$ 16, apenas 0,3% superior ao outro ano. 

De acordo com a empresa, esses resultados surgiram pela ampliação de clientes e pelo aumento das vendas de aparelhos nas lojas da Claro.