INOVAÇÃO

Randon faz APS com startup

12/05/2021 06:16

Projeto está sendo implementado na Randon Implementos pela High Level.

DIferenciais levaram Randon a optar pelo Optimus. Foto: Divulgação.

Tamanho da fonte: -A+A

A Randon apostou em tecnologia da startup gaúcha High Level para fazer o sequenciamento de produção (APS, na sigla em inglês) na sua unidade Randon Implementos, a maior fabricante de reboques e semirreboques da América Latina. 

A empresa implementou entre agosto de 2020 e janeiro de 2021 o  Optimus, um software APS criado pela High Level, com o qual faz o seu planejamento, sequenciamento e otimização de ordens de produção. 

Atualmente o projeto está na segunda fase, que segue até junho, onde estão sendo realizadas as avaliações da implantação e desenvolvidas novas funcionalidades, dentro das necessidades da Randon Implementos. 

Existem algumas soluções de APS no mercado, algumas delas de grandes multinacionais do setor industrial com as quais a Randon está acostumada a trabalhar. 

De uns tempos para cá, no entanto, gigantes como a companhia caxiense tem se mostrado mais abertas a trabalhar com empresas menores, mas com tecnologia de ponta.

“Pesquisamos diversas soluções existentes no mercado. Como a High Level Software estava em contato com a Randon Ventures, unidade de investimentos e aceleração de startups das Empresas Randon, fizemos uma aproximação. Após uma avaliação técnica, optamos por desenvolver a solução em parceria com a startup”, resume o analista de Logística e Gestão de Projetos da Randon Implementos, Patrick Cemin.

O analista de Logística e Gestão de Projetos da Randon Implementos, Patrick Cemin, ressalta que o projeto começou a ser pensado em 2019. “Sentimos a necessidade de uma digitalização do nosso processo de PCP. 

Um dos diferenciais apontados por Cemin é que o software da High Level é oferecido como serviço, o que já está se tornando uma regra para na área de gestão empresarial, mas não é tão comum em soluções para indústria, com um pé no chão de fábrica.

Também contou pontos a integração da tecnologia com o sistema de gestão da SAP usado na Randon. A High Level trabalha com desenvolvimento na plataforma da multinacional alemã.

“Possuímos uma volumetria de dados de informação muito grande. Muitas vezes, precisamos esperar horas em alguns processamentos de dados do nosso ERP. Com o software da High Level, esse tempo reduz para questão de minutos. Este projeto é uma inovação não só de tecnologia, mas de conceito”, destaca Cemin. 

A High Level atende 10 clientes no segmento industrial, e tem bastante margem para customizar o seu produto.

“Assim como eles estão inovando, chamando uma startup para fazer uma solução complexa, também estamos propiciando que eles tenham espaço para desenvolver novas funcionalidades, deixando a solução cada vez mais aderente”, afirma o CEO da High Level, Leandro Mengue.

Fundada em 2016 por Mengue e Ricardo Hoffman, dois ex-funcionários da Sthil com 20 anos de experiência em SAP e desenvolvimento de sistemas na área industrial, a High Level desenvolveu um produto próprio, baseado nos algoritmos de machine learning.

A partir do uso de inteligência artificial, o Optimus aloca as ordens de produção para cada máquina, no seu devido tempo. Um painel visual possibilita que as ordens de produção sejam otimizadas, permitindo agilidade no processo.

A empresa está sediada no parque tecnológico Tecnosinos, no campus da Unisinos na região metropolitana de Porto Alegre.

Veja também

INDÚSTRIA 4.0
Accenture compra Pollux

Companhia de Joinville é uma das líderes em tecnologia para indústria no país.

EXCLUSIVO
ABB cria marketplace com Magento

Companhia buscava por fornecedor que tivesse integração com soluções como SAP e Mirakl.

IDEIAS
DBServer é o braço de tecnologia do Conexo

Hub de inovação da Randon foi inaugurado em Caxias do Sul no ano passado.

ACELERAÇÃO
Empresas Randon procura startups gaúchas

O programa Startup Creator está com inscrições abertas até o dia 15 de maio.

ECOSSISTEMA
Instituto Caldeira se aproxima dos parques

Iniciativa de inovação de grandes empresas assina convênio com Tecnopuc. Outros vão vir.

APORTE
Randon investe R$ 2,5 milhões na Abbiamo

Startup é especializada no controle digital de processos logísticos do segmento têxtil.

INDÚSTRIA
Randon compra Auttom por R$ 14 milhões

Aquisição compreende 80% da companhia gaúcha de automação e robótica industrial.

TRANSPORTE
Randon investe R$ 13 milhões no Grupo Delta

Braço de venture capital da gigante industrial aposta em tecnologia para transportes.

ECOSSISTEMA
Federasul, a nova entidade de tecnologia?

Novo presidente da tradicional associação foca em startups e transformação digital.

NOMES
Randon e 4all anunciam fintech

A nova R4 atenderá o segmento de logística e transportes a partir de 2021.

ECOSSISTEMA
Randon inaugura Conexo

Gigante industrial tem prédio dentro do seu complexo para se aproximar de startups.

LINHAS
Hitachi: US$ 9,6 bi em empresa de software

GlobalLogic está em 14 países, uma lista que ainda não inclui o Brasil.

ESTUDOS
Nokia e WEG lançam projeto voltado à indústria 4.0

Empresas vão testar simultaneamente uma rede 5G e uma convencional em fábrica catarinense.