Dilma e Ribeiro anunciaram linha de crédito para participantes do Minha Casa Minha Vida. Foto: flickr.com/photos/blogplanalto

Tamanho da fonte: -A+A

O governo lançou uma linha de crédito de R$ 17 bilhões para os beneficiários do Minha Casa, Minha Vida, voltada para eletrodomésticos e móveis.

Conforme informações do portal G1, o ministro das Cidades, Aguinaldo Ribeiro, explicou no anúncio que cada família poderá financiar até R$ 5 mil com taxa de juros de 5% ao ano e prazo de 48 meses para pagamento.

Com a novidade, os beneficiários poderão comprar geladeira, fogão, lavadora de roupas, computador, TV digital, guarda-roupa, cama de casal e de solteiro, mesa com cadeiras e sofá.

A expectativa do governo é de 3,4 milhões de famílias do Minha Casa Minha Vida sejam beneficiadas.

O ministro afirmou que a condição para ter acesso ao programa é estar em dia com as prestações do imóvel adquirido por meio do programa.

A Caixa Econômica Federal e o Banco do Brasil vão emitir um cartão magnético para ser usado pelos interessados no crédito

A ação foi nomeada de Minha Casa Melhor e divulgada durante cerimônia no Palácio do Planalto, com presença da presidente Dilma Rousseff.

PIB E POPULARIDADE
A popularidade da presidente sofreu uma queda de oito pontos percentuais nos últimos três meses, conforme pesquisa realizada pelo instituto Datafolha.

Outra queda anunciada na semana passada foi a da projeção do PIB. De acordo com o boletim Focus, do Banco Central, analistas de mercado reduziram suas estimativas para a expansão da economia brasileira em 2013.

A mediana apurada entre cerca de cem projeções para o Produto Interno Bruto (PIB) deste ano caiu de alta de 2,93% para expansão de 2,77%

A mudança na expectativa aconteceu depois que o IBGE divulgou o valor do PIB do primeiro trimestre, que teve expansão de 0,6% sobre o quarto trimestre de 2012. O resultado ficou abaixo do crescimento de 0,9% esperado pela média do mercado.