Em quatro meses, o número de startups aumentou 21% em São Paulo Foto: Sergey Nivens/Shutterstock.

A ABStartups (Associação Brasileira de Startups) aponta que São Paulo atingiu nesta semana a marca de 1 mil empreendimentos cadastrados no StartupBase, banco de dados da entidade. No país inteiro, são 3.641 registradas.

Além de liderar o mercado nacional, São Paulo ainda apresenta crescimento no setor: nos últimos quatro meses, o número de startups aumentou 21% no estado.

São Paulo concentra 28% das startups do Brasil, um número 3 vezes maior do que o índice do segundo colocado - Minas Gerais - que tem 9% das empresas desse tipo do país.

O terceiro lugar do ranking é do Rio de Janeiro, com 8% das startups, seguido pelo Rio Grande do Sul, com 5%, e Paraná, com 4%.

Oito estados do Brasil tem menos de 1% das startups do país cada. Tocatins, com 13 empresas no total; Maranhão, com 11; Acre, com 10; Sergipe, com 9; Rondônia, com 7; e Roraima, Piauí e Amapá, com 3 cada.

Para Guilherme Junqueira, gerente executivo da ABStartups, o sucesso de São Paulo é fruto de uma combinação de características. 

“São Paulo agrega os principais fatores para o desenvolvimento de um ecossistema de startups, o que inclui alcance de mercado, concentração de capital e investidores, enorme mercado B2B e B2C, promoção de eventos semanais e excelentes talentos formados em universidades da região”, explica Junqueira.

Recentemente, outra pesquisa mostrou a força de São Paulo nesse segmento. O Global Startup Ecosystem Ranking 2015 apontou que a capital paulista é a 12ª melhor cidade do mundo para startups, além de ser a melhor da América Latina.

Fundada em 2011, a ABStartups é uma entidade sem fins lucrativos que possui mais de 3 mil startups em sua base de dados e tem como missão promover o ecossistema brasileiro de startups, fornecendo informações de mercado e ativando agentes relevantes para aumentar a competitividade das empresas.